Investir no ser humano

Investir no ser humano

Hoje se fala muito sobre o valor das pessoas nas organizações, mas até que ponto é válido o investimento no capital humano?

Investir no ser humano é o caminho mais seguro para obter o retorno almejado, não apenas o econômico traduzido em resultado financeiro, mas em especial na missão precípua da empresa, o desenvolvimento social.

Vemos ainda, a atitude de muitos profissionais investindo pessoalmente no autodesenvolvimento, financiando seus próprios programas de aperfeiçoamento, uma vez que a empresa está alheia a esta necessidade. Mas, o que observamos, é que os planos de desenvolvimento deixados sob a responsabilidade do próprio colaborador, na maioria das vezes, tendem a inclinar-se para objetivos pessoais, sem considerar as perspectivas da empresa.

Quando coincidem com os propósitos organizacionais, é algo salutar, caso contrário, colaborador e empresa seguirão em caminhos opostos. As organizações precisam ser o agente de desenvolvimento e integração dos seus colaboradores através da assertividade no desenvolvimento de políticas de treinamento e desenvolvimento.

É necessário instituir na organização programas que desenvolvam as pessoas em sua plenitude, orientando-as e educando-as, visando o estímulo e o desenvolvimento de suas habilidades comportamentais e competências técnicas.Para isso, é necessária a sistematização dos processos de treinamento e desenvolvimento de pessoas na organização, onde o foco principal seja a abrangência e continuidade.

A sua importância está diretamente relacionada com a importância que você atribui a cada item da sua escala de valores.

Se o dinheiro ocupar o primeiro lugar da lista, é natural que você se sinta importante apenas quando ele for abundante em sua vida.

Se a família está em primeiro lugar, o que interessa é o lugar que você ocupa no coração e na mente das pessoas que te querem bem.

Se o que alimenta o ego são os bens materiais você nunca estará satisfeito e assim por diante. Faça esse exercício, componha a sua escala de valores e, certamente, vai se surpreender. Cada ser humano alimenta a sua própria escala, intuitivamente.


Fonte: Artigos Administradores / Investir no ser humano

Os comentários estão fechados.