Lidando com as emoções através das músicas

Lidando com as emoções através das músicas

Você já parou para pensar como se sente ao ouvir sua música preferida? Não? Então o convido a descobrir antes mesmo de continuar a leitura desse artigo.

Para isso, coloque a música para tocar e elenque ao menos 5 sensações ao final da mesma.

Nesse exato momento você, com toda certeza, não está mais tão quão feliz ou triste como há minutos atrás, isso porque as músicas possuem o poder de alterar o nosso estado emocional instantaneamente.

Estado emocional é a somatória das nossas representações internas, fisiologia e comportamentos.

Representações internas são as imagens, sensações táteis, odores, sabores e sons que surgem em nossa mente, sejam eles criados ou recordados.

Fisiologia é o conjunto das reações bioquímicas que acontecem em nosso organismo como, por exemplo, os batimentos cardíacos, a pressão arterial, a temperatura corporal, a coloração facial, etc.

Comportamentos são nossas atitudes conscientes e inconscientes, tal qual, a postura corporal, gestos, tensão muscular, palavras, respiração, tom e volume de voz, entre outras.

No filme Alta Fidelidade (High Fidelity no original), Rob Gordon (John Cusack) é o dono de uma loja de discos de vinil e uma enciclopédia musical. E logo no princípio indaga: “O que veio primeiro a música ou a infelicidade?” e continua “as pessoas temem que as crianças brinquem com armas ou assistam filmes violentos ou ainda que algum outro tipo da cultura da violência prevaleça, mas ninguém se preocupa que as crianças escutem milhares de músicas a respeito à falta de amor, rejeição, dor, infelicidade e perda” e termina questionando: “Será que eu escuto música porque estou infeliz ou estou infeliz porque escuto música?”.

Em outra parte do filme, outro personagem, Barry (Jack Black), funcionário da loja de discos de vinil sugere a Rob Gordon (seu patrão) uma trilha sonora alto astral para ser tocada nas segundas-feiras de manhã.

Além das passagens citadas, existem outras, que as músicas são usadas como subsídios emocionais.

Agora que você já sabe os benefícios/malefícios que as músicas podem causar que tal usar isso ao seu favor e em prol do bem estar do outro? Arrume um tempinho para fazer/organizar suas playlists. Avante!


Fonte: Artigos Administradores / Lidando com as emoções através das músicas

Os comentários estão fechados.