Mais importante do que falar é "como" falar

Mais importante do que falar é “como” falar

“Você é um incompetente!!” e “Vejo em você uma grande oportunidade de se desenvolver nesta área”. São duas formas completamente diferentes de dizer a mesma coisa. Com resultados bem distintos

Recentemente fui surpreendido com uma declaração de um dos meus liderados que confesso me deixou muito orgulhoso, e um pouco pensativo. “Mesmo quando você me dá uma bronca, ainda fico satisfeito”. Foram as palavras dele.

Além da imensa satisfação sentida, essa afirmação também me fez pensar em o que é mais importante: falar, ou como falar? Para justificar minhas próximas afirmações gostaria de citar uma passagem bíblica que muito tem a ver com o tema. Trata-se do livro de 2 Reis Cap.1 Vers. 9 ao 15.

“9Em seguida mandou um oficial com cinquenta soldados procurar Elias. O oficial o encontrou sentado no alto de uma colina, e lhe disse: “Homem de Deus, o rei ordena que tu desças”.

10Elias respondeu ao oficial: “Se sou homem de Deus, que desça fogo do céu e consuma você e seus cinquenta soldados!” E desceu fogo do céu e consumiu o oficial e seus soldados.

11Depois disso o rei enviou outro oficial com mais cinquenta soldados. E ele disse a Elias: “Homem de Deus, o rei ordena que tu desças imediatamente”.

12Respondeu Elias: “Se sou homem de Deus, que desça fogo do céu e consuma você e seus cinquenta soldados!” De novo, fogo de Deus desceu do céu e consumiu o oficial e seus soldados.

13Então o rei enviou um terceiro oficial com outros cinquenta soldados. O oficial subiu o monte, caiu de joelhos diante de Elias e implorou: “Homem de Deus, tem consideração por minha vida e pela vida destes cinquenta soldados, teus servos!

14Sei que desceu fogo do céu e consumiu os dois primeiros oficiais com todos os seus soldados. Mas agora tem consideração por minha vida!”

15O anjo do Senhor disse a Elias: “Acompanhe-o; não tenha medo dele”. Então Elias se levantou, desceu com ele e foi falar com o rei”.

O texto fala de um profeta que desagradou o rei com suas palavras e teve sua presença requisitada diante dele. Assim como aconteceu no relato biblico, ocorre em nossas vidas e dentro das organizações. Muitos líderes sabem o que dizer mas não sabem como dizer, e por isso, no lugar da admiração de seus funcionários recebem a desaprovação.

As pessoas são capazes de “carregar água no cesto pra você” desde que você saiba como pedir. Uma lição importante no tratamento com seus liderados é – sempre peça, nunca mande – por mais que você tenha o poder de dar ordens a seus funcionários e estes cumpram a risca, experimente pedir de uma maneira amigável, peça por favor,  pergunte se o funcionário se sente capaz de realizar a tarefa, o encoraje . Em alguns casos ainda será necessário ordenar e exercer o poder, por isso tenho dito, “primeiro peça, se ele recusar, mande!

Liderados não gostam de líderes autoritários, então se coloque no mesmo nível que seus funcionários, mostrando que embora as tarefas sejam diferentes,o propósito é único.


Fonte: Artigos Administradores / Mais importante do que falar é “como” falar

Os comentários estão fechados.