Marketing social: banho quente para moradores de rua

Marketing social: banho quente para moradores de rua

Sabe aquele banho quentinho que, nós gaúchos, tomamos todos os dias? Se para nós que temos condições de desfrutar desse privilégio parece uma coisa corriqueira, apesar disso para muitos é um sonho distante; uma vez que pessoas carentes são obrigadas a tomar banho frio, mesmo no inverno

Existem vários conceitos de marketing como, por exemplo: “satisfazer às necessidades e os desejos dos clientes”. Atualmente, a AMA (Associação Americana de Marketing) definiu o conceito de marketing como: “Marketing é a atividade, conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, distribuir e efetuar a troca de ofertas que tenham valor para consumidores, clientes, parceiros e a sociedade como um todo.” 

Dessa forma, no âmbito empresarial: “São profissionais de uma empresa que terão que prospectar tendências para atender às necessidades e os desejos dos clientes”, ou seja, as empresas terão que permanentemente buscar a inovação para satisfazer e encantar o cliente para que ele retorne a comprar e se torne um cliente com fidelidade, em suma, inovar sempre com produtos e serviços que tenham qualidade e, é importante lembrar, que essa qualidade seja percebida pelo cliente. Assim, marketing significa gerenciar os negócios tendo como foco o cliente, isto é, o cliente em primeiro lugar e depois o produto ou serviço.

Entre tantos tipos de marketing um deles é o Marketing Social. Seu objetivo é promover uma imagem positiva da marca ao associá-la com causas sociais, solidárias e em áreas de vulnerabilidade. Você encontra Marketing Social em empresas que apoiam causas sociais ou eventos solidários. São ações genuínas para criar o valor e a identificação de uma marca, além de exercer sua responsabilidade social para criar um ambiente melhor para as pessoas.

Porém, este artigo irá tratar do marketing social não das empresas, mas, sim, de pessoas comuns que eu até me atreveria chamar de marketing social intuitivo.

Eu moro aqui em Porto Alegre e este ano o inverno está muito rigoroso e com isso os moradores de rua sofrem muito. Sabe aquele banho quentinho que, nós gaúchos, tomamos todos os dias? Se para nós que temos condições de desfrutar desse privilégio parece uma coisa corriqueira, apesar disso para muitos é um sonho distante; uma vez que pessoas carentes são obrigadas a tomar banho frio, mesmo no inverno.

Mas, agora tem a ajuda de um projeto inédito que surgiu, aqui em Porto Alegre, que é o banho solidário, que se pode dizer que é um gesto para aquecer o corpo e, também, o coração de quem vive nas ruas.

O banho solidário consiste em uma estrutura que fica em um reboque e tem dois chuveiros a gás – um feminino e o outro masculino – e foi idealizado por Letícia Andrade, que fez uma vaquinha online e conseguiu arrecadar R$ 20.000,00 para colocar o projeto em prática.

E, antes do pessoal entrar para o banho, escolhem uma roupa e, ainda, recebem toalhas, sabonetes, escovas, pastas de dente e os homens, também, podem fazer a barba. Essa ideia se destina a uma vez por semana estacionar o reboque em lugares onde tem mais concentrações de pessoas que são moradores de rua. Muito legal, hein?

Certamente, essas ações de pessoas comuns ocorrem devido à ausência dos governos no tocante a assistência social das pessoas carentes – que é um direito do cidadão e um dever do Estado –. É decepcionante e lamentável que governos se propõem a ser sede de jogos da Copa do Mundo e das Olimpíadas em detrimento das pessoas carentes.

Portanto, parabéns a Letícia idealizadora desse inédito e sensacional projeto. Assim, é o marketing, e mais especificamente o marketing social, que satisfez as necessidades e os desejos dos moradores de rua de Porto Alegre. E, como diz o nosso hino rio-grandense, que sirvam as nossas façanhas de modelo a toda terra.


Fonte: Artigos Administradores / Marketing social: banho quente para moradores de rua

Os comentários estão fechados.