Mensagem a Garcia

Mensagem a Garcia

Mensagem a Garcia, apesar de ter sido escrita há mais de 100 anos, por Elbert Hubbard, continua valendo para os dias de hoje. Conta a história de um herói que apesar das grandes dificuldades conseguiu entregar uma importante carta a Garcia, revolucionário que lutava para libertar o seu pais.

No ambiente corporativo, “Mensagem a Garcia” é uma expressão corrente, para designar uma tarefa muito difícil e espinhosa, mas que é absolutamente necessária e que precisa ser levada a cabo.

 A história em si é mais conhecida que o insight que teve o jornalista norte-americano Helbert Hubbard a escreve-la em 1899.

Nessa Mensagem a Garcia, o autor descreve de forma como as personalidades das pessoas parecem se perpetuar ao longo do tempo e, infelizmente numa forma não muito elogiosa.

Assim, é incrível como um texto com mais de um século continua tão atual quanto na data em que foi redigido.

Essa história pode ser encontrada com facilidade no Google, mas a minha ideia de “reescreve-la” foi:

[1] Não a repetir na íntegra.

[2] Fazer comentários para nossa realidade atual.

[3] Manter a Idea central do autor assim como certas afirmações, posições da forma como o autor escreveu.

[4] Ilustrar com imagens para tornar mais atrativa a história.

[5] Confirmar que certas lições são como as mensagens dos grandes filósofos gregos; são para a eternidade dos tempos.

COMO TUDO COMEÇOU

Era 22 de fevereiro de 1899 e estava quase na hora de publicar mais uma edição da sua Revista Philistine.

Elbert Hubbard estava com muita vontade de escrever algo que motivasse as pessoas da sua região saírem da passividade que reinava, e assim incutir nelas um desejo de sair dessa situação.

A ideia sobre tema veio através do seu filho Bert, quando na hora do café, Bert se “posicionou” como sendo Rowan o verdadeiro herói da Guerra de Cuba, e que tinha levada uma mensagem a Garcia.

Assim pensou Elbert Hubbard que seu filho tinha toda razão. Herói é aquele dá conta do recado: que leva a mensagem a Garcia!

Imediatamente com a ideia na cabeça escreveu o artigo e o publicou mesmo sem ter o tal título que mais tarde ficaria famoso: “Mensagem a Garcia”.

Após a publicação surgiram pessoas pedindo exemplares avulsos; uma dúzia, cinquenta, cem, e a American News Company encomendou mais de mil exemplares”

O sucesso foi impressionante.

No dia seguinte chegou um telegrama de George H. Daniels, da Estrada de Ferro Central de Nova York, dizendo: “Indique preço para cem mil exemplares, com anúncios estrada de ferro verso”.

Mas os recursos de impressão eram limitados para tal volume, então Hubbard autorizou o próprio Sr. Daniels a reproduzir o artigo conforme lhe aprouvesse.

Em duas ou três edições de meio milhão se esgotaram rapidamente. Além disso, foi o artigo reproduzido em mais de duzentas revistas e jornais. Tem sido traduzido, por assim dizer, em todas as línguas faladas.

A Mensagem a Garcia correu o mundo. O príncipe Hilakoff, diretor das estradas de ferro russas, na época, mandou verter o folheto para o russo e entregar um exemplar a cada empregado da estrada de ferro da Rússia. A febre se alastrou para a Alemanha, França, Turquia, China e Industão

Até na Guerra entre a Rússia e o Japão exemplares foram distribuídos.

—————————————————————————————–

[1]OBSERVAÇÃO

Geografia: Industão, hindustão ou indostão é o nome de uma região geográfica e histórica do sul da Ásia, onde se situam atualmente os territórios da Índia, Paquistão, Bangladesh, Nepal e Butão. Por questões culturais as ilhas de Sri Lanka e das Maldivas também podem ser agrupadas nesta região. (From www.dicionarioinformal.com.br)

[2] OBSERVAÇÂO

Guerra entre 1904 e 1905, com vitória do Japão

Esta guerra marcou o reconhecimento do Japão como potência imperialista, pelas diversas nações da Europa, enquanto a derrota russa, por sua vez, patenteou a fraqueza do regime czarista e iniciou a sua queda, concretizada na Revolução de 1917. A guerra também foi conhecida como a “primeira maior guerra do século XX” (From Wikipédia)

—————————————————————————————

Os japoneses, ao encontrarem os livrinhos em poder dos prisioneiros russos, verteram para japonês e cada empregado civil ou militar recebeu uma cópia

GUERRA ESTADOS UNIDOS com A ESPANHA

Os Estados Unidos Estava em Guerra com a Espanha (1898) e era muito importante ter a colaboração de Garcia, chefe dos revoltosos que queria derrubar o governo espanhol que tinha importante atuação na desejada Independência de Cuba

 Mas ele estava em algum lugar desconhecido do sertão cubano

Era impossível usar o telégrafo, forma de comunicação da época.

Assim, uma carta entregue em mãos.

 Que fazer? Alguém lembrou: “Há um homem chamado Rowan;

e se alguma pessoa é capaz de encontrar Garcia, esse é o homem é Rowan.

 O Presidente confiou ao Rowan a mensagem dentro de um envelope lacrado, impermeável e amarrou no peito de Rowan

Rowan nem perguntou onde estava exatamente o General Garcia.

 LEVANDO A MENSAGEM A GARCIA

 Após quatro dias, saltou de um barco sozinho alta noite, nas costas de Cuba, embrenhou-se no sertão para depois de três semanas surgir do outro lado da ilha, tendo atravessado a pé um país hostil, e entregue a carta a Garcia. Mas muitas vezes a empresa precisa desses homens como Rowan para levar sua mensagem, no caso, ao mercado, gente dispostas a lutar pela sua empresa. Esses homens são os empresários, pessoas envolvidas na direção

o da empresa que têm papel importante no sucesso delas.

SÃO RARAS AS PESSOAS QUE FAZEM A DIFERENÇA

 pois a regra geral é:

[1] Inabilidade

[2] Falta de foco

[3] Objetivo não bem claros

[4] Pouca disposição para sair da zona de conforto

[4] Resiliência com um nível muito baixo

[5] Dificuldade em concentrar a mente numa determinada tarefa e cumpri-la O autor mostra um exemplo das dificuldades de ter gente dispostas fazer, realmente um trabalho mais difícil. Você reúne alguns empregados e pede a um deles, pois candidato espontâneo para missões difíceis, nem pensar

 -Queira ter a bondade de consultar a enciclopédia e fazer uma descrição resumida de Corrégio. Até poderia acontecer de empregado sair com a nome na cabeça e vai fazer a pesquisa.

 Mas não é isso que acontece:

O empregado “voluntário”, olhará para você com cara de paisagem

 E empregado solicitado perguntará: Quem é ele?

Como se escreve com C ou com K O que é enciclopédia? Onde é que está a enciclopédia? Fui eu acaso contratado para fazer isso? E se Carlos o fizesse? Esse tal Corrégio Já morreu? Precisa disso com muita urgência? Não quer que traga o livro para que o senhor mesmo procure? Para que quer saber disso?

Ele está envolvido no caso do processo Lava a Jato?

Ele é filiado a algum partido?

No frigir dos ovos: Depois você ter respondido tudo, o empregado irá pedir a um companheiro que o ajude a encontrar Corrégio e depois voltará para te dizer que tal homem não existe.

Você ou desiste ou vai você mesmo procurar Poderá uma pessoa destas entregar uma carta para Garcia?

 -Poderia ser que a empresa tivesse um cara muito bom para fazer pesquisar coisas no Google, mas depois de um certo tempo, com certeza, ele estaria mais atualizando a sua rede social, vendo joguinho e nem lembraria mais do que estava procurando.

Será possível confiar-se a tal homem uma carta para ser entregue a Garcia?

 Vestir a camisa da empresa demora uns 3 anos e alguns nunca efetivamente a usarão de verdade Daí as empresas terem que se liberarem desse tipo de funcionário. Esse processo de eliminação é operado incessantemente, como hoje quando nesses tempos das vacas magras, como o Brasil com mais de 11 milhões de brasileiros sem emprego

O trabalho escasseia, a seleção se faz mais agressivamente, pondo-se para fora os incompetentes e os inaproveitáveis.

 NÃO É O MAIS FORTE QUE SOBREVIVE, MAS O QUE MELHOR SE ADAPTAR ÁS MUDANÇAS (Charles Darwin)

A empresa para continuar sobrevivendo nesse mundo holístico, superconcorrido tem que aplicar, mais do que nunca, a famosa

Lei de Charles Darwin,

 autor do livro A Origem das Espécies;

A LEI DA SOBREVIVÊNCIA DO MAIS CAPACITADO.

Cada patrão, no interesse comum, trata somente de guardar os melhores aqueles que podem levar a “MENSAGEM A GARCIA“.

A civilização busca ansiosa, insistentemente, homens que fazem a diferença.

Precisa-se dele em cada cidade,

                em cada vila,

                em cada lugarejo,

                em cada escritório,

                em cada oficina, e

                em cada loja, fábrica ou venda.

 MENSAGEM FINAL

 Resumi a história e adicionei coisas, mas quero finaliza-las com as palavras do autor: O grito do mundo inteiro, praticamente, se resume nisso:

 “PRECISA-SE COM URGÊNCIA DE UM HOMEM

CAPAZ DE LEVAR UMA MENSAGEM A GARCIA”


Fonte: Artigos Administradores / Mensagem a Garcia

Os comentários estão fechados.