Moneyball, Linkedin, eu e você: muito mais em comum do que imaginamos

Moneyball, Linkedin, eu e você: muito mais em comum do que imaginamos

Sobre construção de perfis profissionais de ponta

O filme, baseado em uma história real, lançado em 2011, estrelado por Brad Pitt e Jonah Hill, sem dúvida nenhuma é muito mais do que um bom filme. A história se passa nos EUA e mostra a trajetória de um técnico corajoso e inovador que resolve fugir dos padrões convencionais para montar um time de baseball, esporte idolatrado pelos americanos. Billy Beane (interpretado por Brad Pitt), precisa apresentar resultados positivos como muitos dos empreendedores e empresários brasileiros. Outra semelhança, facilmente percebida no filme é que o time dirigido por Beanne, também possui poucos recursos financeiros, o que, diga – se de passagem é algo muito comum para empresas no Brasil.

Para auxiliar as decisões do técnico (coach, como é chamado nos Estado Unidos), tinha a disposição uma equipe de auxiliares da velha guarda, todos com décadas de experiência na montagem de times, usando padrões há muito, estabelecidos como sendo a única forma de se achar talentos. O grande problema é que usando os métodos convencionais, tudo que o time de Oakland, conseguia colecionar, eram derrotas e confusões.

Até que Beane, resolve ir até seus concorrentes em busca de reforços e descobre, Jonah Hill(Peter Brand), um nerd que através de um programa cheio de análise preditiva e utilizando o conceito de Big data, passa a trazer resultados que levam o time a uma incrível marca de vitórias consecutivas e a um final extraordinário.
O filme realmente vale a pena para quem acredita em empreendedorismo e inovação. 

Quer saber o que tudo isso tem a ver com o LinkedIn? 

A rede social profissional maior do planeta, que foi recentemente comprada pela Microsoft, por valores na ordem de $26 bi, possui também o seu próprio programa de construção de perfil de profissionais de ponta, isso mesmo. A ferramenta, chama-se SSI – Social Selling índex e é responsável por avaliar a performance de profissionais que estão na rede, com base em suas habilidades e grau de engajamento dentro da plataforma, como o próprio nome já diz, o INDICADOR DE VENDAS SOCIAIS, é capaz de enxergar em percentuais o quanto cada usuário (jogador) que faz parte da plataforma (torneio), possui de performance, e isso tem sido utilizado cada vez mais por especialistas em recrutamento para avaliar as possibilidades de contratação de novos profissionais.

Os fatores avaliados são:

  • Estabelecer a própria marca profissional (indicadores de 1 a 25)
  • Localização das pessoas certas (indicadores de 1 a 25)
  • interação e o quanto oferece insights (indicadores de 1 a 25)
  • O quanto se cultiva relacionamentos  (indicadores de 1 a 25)

A Microsoft possui inúmeros projetos já apresentados para tornar a rede social profissional, cada vez mais Ubíqua e eficaz. Em breve será possível estar em um evento corporativo e através do próprio app, usando geolocalização e cruzamento de informações de perfis semelhantes, encontrar potenciais clientes, prospects e parceiros de negócios e ser gerado o convite para que se encontrem no próprio evento, tudo isso, promovido pela própria ferramenta.

O mundo do Big Data e da Análise preditiva para a escolha de novos funcionários e parceiros de negócios não está só nos filmes. Verifique como está o seu índice de engajamento e de venda da sua imagem profissional e se torne mais atraente a cada dia, para ser achado pelo próximo COACH, que estiver procurando talentos!

Aqui, link para avaliação do perfil profissional.


Fonte: Artigos Administradores / Moneyball, Linkedin, eu e você: muito mais em comum do que imaginamos

Os comentários estão fechados.