Motivação: isso é da sua conta

Motivação: isso é da sua conta

durante nosso processo de formação profissional, somos educados, treinados ou, até mesmo, adestrados, para entendermos os processos relacionados a liderança e motivação das pessoas

É fato que durante nosso processo de formação profissional, somos educados, treinados ou, até mesmo, adestrados, para entendermos os processos relacionados a liderança e motivação das pessoas, como sendo algo que vem de fora para dentro, ou seja, algo que não está em nós e que necessitamos de uma ajuda externa, para que nossas ações sejam realizadas com mais brilho, mais comprometimento, mais vontade, coisas assim.

Não é à toa que vários cursos de liderança e motivação são em geral, os mais pedidos, nos catálogos de cursos de formação profissional ou gerencial e que muitos são os gurus da gestão que se esmeram na arte de nos convencer que é preciso um líder em nossa vida profissional.

Obviamente, o tal líder não é aquele nosso chefe que estamos acostumados a conviver nas organizações que trabalhamos; não é aquele indivíduo, tal como a gente, cheio de dúvidas, inseguranças, medos e até, de uma certa forma, também desmotivado com a série de cobranças e pouco reconhecimento que recebe.

Claro, que este superestimado líder é aquele indivíduo que tem sempre a solução para todos os males; que tem a palavra certa e oportuna para sanar os seus problemas, resgatar sua autoestima, motivar você, para que você possa dar o seu melhor.

Mas será que este cara existe? Em qual empresa ele trabalha? Talvez você tenha ouvido falar dele lá na empresa do seu amigo. E porque você não vai pra lá então?

É possível até que você tenha mudado de empresa à procura desse tal líder. É possível que você até tenha convivido algum tempo com este estilo de pessoa, mas é possível também que na medida que o tempo foi passando, as coisas mudaram e o tal “líder tão sonhado” tenha perdido seu brilho, tenha deixado de ser aquele “chefe ideal”. Estaria ele desmotivado? Ou seria você que não o reconhece mais, com aquelas características tão marcantes.

Sim. É possível que tudo isso tenha acontecido. Ocorre que a motivação e a liderança são comportamentos presentes em cada um de nós em diversos momentos de nossas vidas e tais comportamentos podem sofrer alterações, modificações, continuamente em função de uma série de fatores, alguns até psicológicos.

Somos todos líderes. Somos todos líderes de nossos próprios objetivos e é nosso comportamento diante de nossos objetivos que vai mostrar a forma como lideramos nossos motivos. Pois motivação (motivo + ação) também é inerente a cada indivíduo. Ou seja, Uma pessoa não motiva a outra.

Decidir sobre o que fazer ou não fazer sobre as diversas coisas que nos acontecem, no curso de nossa vida, é um motivo de cada um e a intensidade de nossas realizações vão depender da forma como lideramos nossas ações, em relação aos objetivos que traçamos para nós mesmos.

Ser ou não ser; fazer ou não fazer; ir ou ficar; são decisões que tomamos em função dos nossos objetivos dia após dia, as vezes inconscientemente.

Se somos nosso próprios líderes, o motivo é todo nosso.      


Fonte: Artigos Administradores / Motivação: isso é da sua conta

Os comentários estão fechados.