Mude o seu ambiente de forma proativa

Mude o seu ambiente de forma proativa

Cada um de nós tem grande responsabilidade de agir de forma proativa e positiva frente a tudo aquilo que vemos e ouvimos a nossa volta

Em tempos tão turbulentos como estes nos quais vivemos neste abençoado país, sem entrar no mérito das causas econômicas ou políticas, vejo que cada um de nós tem uma grande responsabilidade de agir de forma proativa e positiva frente a tudo aquilo que vemos e ouvimos a nossa volta.

Infelizmente muitos são os que se levantam em tais momentos para apregoar o apocalipse ou o final dos tempos, o fim de tudo e de todos, e poucos são os que se posicionam de forma otimista e voltada aquilo que está ao nosso alcance para mudar aquilo que vemos e ouvimos!

Compreenda que você não é vítima e nem está indefeso diante desta multidão de pessoas ou situações negativas deste mundo, você é um ser ativo e responsável pelo ambiente no qual você vive e isto inclui uma revisão autocrítica frente as seguintes dimensões da vida:

Meio social: colegas, amigos, comunidade, conhecidos e até familiares.

É impossível, exceto caso você se mudar para outra cidade, país ou planeta..rsrs, de expurgar ou evitar totalmente certos tipos de pessoas que estão a nossa volta – porém é possível escolhermos o tempo e o nível de atenção que damos a tais tipos de pessoa.

Eu tenho minhas considerações pessoais contrárias a afirmação de que “somos o reflexo da convivência das 5 pessoas mais próximas a nós”, vejo que isto em parte é verdade – mas não é toda e nem de longe a definitiva verdade. Somos protagonistas da nossa história e não meros coadjuvantes, assim sempre temos condições de decidir com quem nos permitimos “ter por perto”e por quanto tempo.

Há muito tempo eu já decidi estar próximo de pessoas, colegas, amigos e parceiros de negócios que realmente agregam, que não traiam a minha confiança e que compreendam a genuína relação ganha-ganha. E olha que não estou falando de pessoas perfeitas ou perfeição, apenas de “pessoas que sempre somam” as nossas vidas.

 Meio profissional: colegas de trabalho, parceiros e até sócios.

Outro ponto muito complicado é a relação que muitas vezes temos que gerenciar junto a colegas de trabalho, parceiros de negócios e até sócios – pois muitas vezes cortar ou evitar relações não é algo tão simples, exceto se você for “dono do seu negócio” e ainda trabalhar de forma autônoma e 100% independente – algo que cada vez mais é raro num mundo tão conectado e integrado.

Infelizmente grande parte do mundo empresarial, e quiça de muitos negócios que apregoam educação, aprendizagem e trabalho colaborativo, ambos estão cheios de certos “jogos de poder” que reforçam o lado mais perverso das toxinas corporativas e que matam os mais nobres dos propósitos.

Neste contexto evite participar de certas rodas de conversas, não faça parte de certas manobras políticas, não se envolva com certas persuasões ou busca de adesões que ferem seus valores pessoais. Tenha coragem para se posicionar dentro daquilo que a sua consciência e valores tem por certo, e lembro que o certo é certo e o errado é errado, simples assim!

Meio pessoal: você e sua família.

Entendo que esta dimensão é a mais complexa e desafiadora de todas, porém é a que mais está ao alcance de influência e capacidade de mudança de cada um de nós. Estou falando da sua casa, da sua família, da relação que você estabeleceu ou está estabelecendo com seu cônjuge e filhos, parte mais preciosa de qualquer um que compreendeu o que tem valor nesta vida – já descobriu!

Sei e acredito que não existem famílias perfeitas e nem mesmo pessoas perfeitas, no fundo o seu cônjuge e filhos estão fazendo o melhor que eles podem – e da mesma forma você. Talvez estejamos somente com os “mapas errados” – o que não quer dizer que estamos no caminho errado ou totalmente perdidos, quer dizer que apenas precisamos usar o “mapa correto” e prosseguir.

Pare e pense comigo, na dimensão das suas relações mais pessoais, sobre as seguintes perguntas:

  • Como você tem reagido a tudo que lhe é você exposto diariamente?
  • Como você tem filtrado tudo o que chega até você?
  • A sua atitude tem sido proativa ou passiva?
  • Qual tipo de atitude tem mais sido vistas em sua vida? Você tem agido de forma ativa e proativa ou passiva e reativa?

Sei que muito do que costumo escrever aqui é fácil de ser compreendido e muito difícil de ser praticado, assim quero mais uma vez compartilhar algumas dicas para você mudar o ambiente a sua volta:

Mude o foco da conversa

Ao invés de ouvir algo que não soma, não agrega e está carregado de toxinas da negatividade, tome a atitude de mudar o foco da conversa, ou seja, desconverse – direcione a conversa e o bate-papo para algo novo, positivo, agregador e inspirador.

Quebre com a sua atitude a “corrente do mal” que infelizmente é alimentada por muitos e até de forma inconsciente, traga a conversa na qual você está envolvido para um lado bom e construtivo!

Sugira sutilmente que a outra pessoa mude o foco

Muitas vezes ouvimos coisas derrotistas e sem querer nos envolvemos com o que está sendo dito, algo que em que nada nos acrescentam – muito pelo contrário – nos colocam para baixo, sugam nossas energias e motivações e depreciam nossas esperanças.

Intervenha de forma consciente, através de um questionamento direto e objetivo, proponha a mudança de foco do assunto em questão. As vezes estamos diante de pessoas que estão falando e vendo crise, assim ao invés de dar força a esta corrente de pensamentos perdedores – podemos propor que a pessoa veja o mesmo assunto do ponto de vista das oportunidades, ganhos e vantagens que outrora não seriam pensados ou cogitados.

Afaste-se dos negativos

O conselho não é novo, porém é excelente e eficaz – assim afastar-se de pessoas negativas sempre faz bem para a mente, coração e saúde, pessoas negativas são sempre debitadoras em qualquer conta corrente relacional.

E por fim, lembre-se que algumas atitudes podem ser tomadas por você no ambiente em que você estiver presente, e que em muitas das vezes mudar este ambiente está muito mais ao seu alcance do que você imaginava!

Abraço e excelentes e conscientes intervenções no mundo a sua volta!

 


Fonte: Artigos Administradores / Mude o seu ambiente de forma proativa

Os comentários estão fechados.