Não sei se vou, ou se fico

Não sei se vou, ou se fico

É hora de mudar de empresa? Como posso saber se esse é o momento certo, e que aquela é a empresa certa

Qual empresa é melhor para mim? Como reconheço que essa é a empresa em que devo dar continuidade a minha carreira? Essa mudança vai valer a pena? Este é o melhor momento para aceitar essa proposta?

Muita gente me aborda com estas perguntas.

São questões que estão na cabeça de todos profissionais que se arriscam a pensar numa mudança de emprego, ainda mais agora, com o mercado pouco aquecido, ofertando pouco e potencializando o risco neste movimento. Afinal de contas, não sabemos o que vamos enfrentar adiante.

Em princípio, gostaria de ressaltar algo: leve em consideração que trocar de empresa é um recomeço em todos os aspectos. Se de um lado é a chance de você se renovar como profissional, com novos desafios, novas atribuições, novos colegas, nova liderança, você também será cobrado e terá que provar suas capacidades… tudo de novo!

Abordado esse importante ponto, podemos focar em tentar responder às dúvidas levantadas.

No meu ponto de vista, existem três elementos básicos que geram uma conexão Empresa/Empregado e permitem o que eu chamo de “bem estar corporativo”. São eles: Valores, Gestão e Carreira. Ou seja, “a boa empresa” é aquela que tem os valores empresariais alinhados com seus valores pessoais, que te inspiram através da gestão e que faz você perceber que há espaço para o crescimento do seu conhecimento e, por consequência, da sua carreira.

O tripé Valores, Gestão e Carreira pode servir como um bom orientador para ambos os lados. Vai permitir também que a empresa ofereça estes aspectos como diferenciais para seus profissionais. Disso nasce a principal base de retenção.

Podemos detalhar um pouco mais para facilitar o entendimento: Valores da empresa – Os valores da empresa estão alinhados com os meus valores?

Má notícia: Não procure isso nas lindas páginas de um manual de boas vindas ou nos reluzentes quadros espalhados nas paredes. Viva os valores! E depois confirme se os manuais e os quadros fazem sentido.

Gestão – Você admira o jeito como a empresa faz negócio? Se a forma de ser, agir, raciocinar e se relacionar com as partes interessadas te inspiram, isso significa que há muito o que você agregar para a companhia.

Carreira – Você se projeta dentro dessa empresa nos próximos anos? Percebe que há pessoas olhando por você? Há feedbacks contínuos e um interesse genuíno por você e pelo que você faz? Não esqueça que a carreira é definitivamente um jogo de oportunidades e que para você aproveitá-las, deve estar preparado e disposto.

A minha vivência diz que se você tem essas perguntas, ou a maioria delas, respondida positivamente, é bem provável que você não pense em se recolocar no mercado. Agora, se honestamente você não percebe que as coisas se encaixam… aí pode ser hora de uma renovação e o risco pode valer a pena.

Publicado originalmente em http://www.gerenciandoparaserhumano.com.br/#!Valores-Gest%C3%A3o-e-Carreira/c1sbz/4FC9E773-11F9-458C-8DE3-1DE019AF0AE9


Fonte: Artigos Administradores / Não sei se vou, ou se fico

Os comentários estão fechados.