Ninguém serve dois senhores ao mesmo tempo

Ninguém serve dois senhores ao mesmo tempo

Ninguém serve dois senhores ao mesmo tempo. Portanto, ou servimos um propósito maior neste mundo ou seremos tragados por nós mesmos.

País em crise, desemprego elevado, inflação persistente, PIB negativo e duas forças políticas que, aliadas de outrora, lutam pelo poder no Brasil. Essa é a síntese que revela o atual estado de coisas do nosso país, mexendo com a vida de pessoas, grupos, organizações e estruturas.

 

Nesse momento, eis que um tema adquire novos contornos para buscar soluções a antigos problemas existenciais do ser humano: o planejamento e gestão da própria carreira.

 

Para quem está desempregado, trata-se de uma ocasião para refletir sobre o caminho a ser traçado e percorrido para retornar ao mercado de trabalho. Quantos aos profissionais empregados, o momento é de avaliação acerca dos pontos fortes e fracos que cada um de nós possuímos para lidarmos com as ameaças advindas de uma crise político-econômica, bem como explorarmos possíveis oportunidades que se descortinam suavemente nesse horizonte nebuloso por que passa o nosso país.

 

E qual é o segredo para empregados e desempregados utilizarem com destreza o planejamento e a gestão da carreira?

 

Pois bem. Partindo da premissa de que a carreira é uma jornada a ser trilhada de maneira convergente com um propósito maior, do qual nosso propósito pessoal é parte integrante, planejar e gerir adequadamente uma carreira envolve responder e exercitar as respostas às seguintes perguntas:

 

  1. Quem somos?
  2. Qual é a missão que rege nossa vida?
  3. Quais valores nos guiarão na condução de nossas vidas?
  4. Onde estamos?
  5. Aonde queremos chegar?
  6. Quais estratégias devemos utilizar para sairmos de onde estamos e chegarmos aonde queremos? E
  7. Com qual perfil de pessoas, grupos e organizações desejamos compartilhar experiências, conjugar interesses e convergir ações na construção de resultados?

 

Ressalte-se que o objetivo deste texto não é o de “vender” jargões corporativos, frases de efeito ou conceitos doutrinários que ignoram a essência do ser e privilegiam a superficialidade das aparências e a mediocridade do pragmatismo puro. O que se pretende aqui é gerar um esforço reflexivo, capaz de revelar nossa verdadeira identidade, com vistas à construção de uma jornada de sucesso que envolva a busca da felicidade pessoal pela ação transformadora sobre o meio ambiente em que vivemos. Afinal de contas, ninguém serve dois senhores ao mesmo tempo. Portanto, ou servimos um propósito maior neste mundo ou seremos tragados por nós mesmos.

 

Para terminar, ficam dois exemplos de que a vida não é uma mera carreira dotada de degraus hierárquicos, e sim uma grande missão: Jesus Cristo e Mahatma Gandhi. No caso de Gandhi, ele ainda nos deixou uma bela reflexão: “Quem não vive para servir, não serve para viver”.

 

Um forte abraço a todos, sobretudo à amiga Giovana pelos insights que contribuíram para este texto, e fiquem com Deus!


Fonte: Artigos Administradores / Ninguém serve dois senhores ao mesmo tempo

Os comentários estão fechados.