O comportamento disruptivo do consumidor mudou o varejo

O comportamento disruptivo do consumidor mudou o varejo

O consumidor manda na indústria, manda na criatividade e ele realmente vai determinar a velocidade do novo varejo, esteja ele no supermercado ou na mod

Todas as vezes que ouço falar de disrupção, e nos últimos tempos e só o que escuto, fala-se em como o comércio eletrônico mudou a forma de comprar e comparar os preços, como a internet mudou a nossa forma de comunicação, como o telefone mudou as nossas vidas, enfim, mas a meu ver o comportamento do consumidor é a maior chave para tudo isso.

O consumo mudou! Hoje o gatilho de compra não está mais na publicidade tradicional, ela ainda sim é a chave para uma criação de marca, mas basta olhar o fast fashion e acompanhar uma dessas marcas no Snapchat ou no Instagram para ver como o comportamento está diferente.

As redes sociais de consumo rápido são mais que disruptivas, elas mudaram conceitos do varejo e, cada vez mais, vemos as grandes companhias de varejo postando seus produtos nessas redes e disponibilizando números de outra grande rede de mensagens online (whatsapp) para garantir a compra e, junto a isso, usando de bancos online ou carteiras de crédito para transacionar de forma totalmente online, ou seja, isso é disrupção, isso é pensar diferente.

Veja como foi a SP Fashion Week deste ano. Para começar ela já não foi focada na estação do ano, seguindo a orientação internacional, pensamos na moda como um todo e venderam ao final do evento, como já se faz em Milão, Nova York e Paris. Todos hoje pensam online, claro que isso vem de encontro com o novo comportamento de consumo que é urgente, não espera, o consumidor não quer ver a coleção hoje e ir até a loja daqui a dois meses adquirir o produto. E como ele não quer esperar, as marcas não podem aguardar, se elas aguardarem para mandar esses produtos para suas lojas, abrem para as marcas que copiam e até para a pirataria, por essa razão tudo hoje está sendo pensando para ser tocado e comprado de forma online.

A maior prova é que hoje o comportamento do consumidor manda na indústria, manda na criatividade e ele realmente vai determinar a velocidade do novo varejo, esteja ele no supermercado ou na moda.

Vale pensar que não vale para todos a compra imediata via mensagens, mas o comércio eletrônico deve estar integrado com a sua rede social, principalmente se você está navegando pelas redes de consumo rápido (como Instagram, Snapchat e Periscope), não deixe de abastecer suas gôndolas e araras com tudo o que você posta nessas redes. Além disso, esteja atento às novas influenciadoras e influenciadores digitais: as blogueiras e youtubers formam opiniões daqueles que serão os seus consumidores no futuro.

Inovação é a chave para uma ideia disruptiva e, com certeza, ela não virá do alto de um arranha-céu e muito menos você irá encontrá-la na sua reunião de board. Bem-vindo a era onde o novo acontece a todo momento e o daqui a pouco já é tarde demais.


Fonte: Artigos Administradores / O comportamento disruptivo do consumidor mudou o varejo

Os comentários estão fechados.