O dia que deu branco na comunicação!

O dia que deu branco na comunicação!

Muitos profissionais perdem grandes oportunidades por não saberem se comunicar. As soluções online são engessadas e chatas. Aqui vamos mostrar algumas ferramentas para transformar uma difícil apresentação numa simples conversa!

Fala galera!

Anos atrás tive uma experiência extremamente desagradável em cima do palco.

Havia passado um mês desde minha última apresentação para um grupo de 80 jovens empreendedores da Universidade Federal de Santa Catarina. No fim da participativa conversa, um dos alunos me convidou para falar aos estudantes de agronomia, nessa mesma faculdade.

Estava agora, iniciando mais uma palestra sobre o case de minha antiga empresa, extremamente confiante, afinal seria mais uma das inúmeras que tinha realizado.

Tenho que confessar à vocês, como já conhecia de trás para frente minha empresa e meu modelo de negócio, tinha até decorado a apresentação. Pensei que dessa forma, não seria necessário estudar os tópicos mais uma vez.

Cheguei na universidade e comecei a falar como tantas outras vezes. Expliquei quem eu era, falei sobre empreendedorismo, sobre as diferenças de um plano de negócio e um modelo de negócio e todas as proezas de minha empresa. Essa mesma apresentação colorida tinha funcionado e encantado, há um mês atrás, uma platéia entusiasmada e louca por novas informações.

Mas dessa vez não agradei. A platéia, que era mais técnica e analítica, parecia cada vez mais distante, mais barulhenta, num auditório escuro, com o som do microfone mais e mais baixo. O suor começou a aparecer, as falas não encaixavam mais, o raciocínio estava conflitante, as brincadeiras geravam apenas sorrisos amarelos e as buscas por participações se tornavam nulas, num silêncio quase ensurdecedor.

Comecei a falar mais rápido, tentando puxar atenção para um próximo passo da apresentação, teoricamente mais atrativo. O público parecia desinteressado e meu nervosismo aflorado. Foi quando apertei o botão do próximo slide.

Parei imediatamente. Nunca, mas nunca na minha vida, tinha tido aquele sentimento. Um rubor na face que chegava a avermelhar minhas orelhas, a língua formigava como quem está sem beber água há dias, me senti cego, as pernas e braços desfaleceram e a mente esvaziou. Sim, pela primeira vez na minha vida eu senti meus pensamentos fugindo de mim. Aquilo que imaginei nunca passar aconteceu, a incrível e indescritível sensação do “branco”.

Como já havia falado sobre aquele assunto e, unindo ao fato de não saber mais como puxar a atenção do público, o cérebro pareceu ter entrado em curto. Nenhuma palavra vinha à mente, nem ao menos para dizer que pularíamos aquele slide. Lembrei de tomar um pouco de água, nessa altura muitos já tinham percebido o problema. Cada vez que eu pensava em como contornar, menos palavras vinham à mente. Faltava um gancho para o próximo assunto, o qual tinha perdido nas falas minutos antes.

Por um milagre, depois de mais um longo gole d’água eu consegui falar quatro palavras: “Um instante, estou nervoso”. E aí meu pensamento voltou, não feliz em dizer algo, e sim querendo me matar por ter dito aquilo. “Como que você Diogo, diz para seu público que está NERVOSO?”. O cérebro com zero pensamentos, passa para um estado de constrangimento, aquele sentimento de vergonha alheia.

Já faz alguns bons anos, mas me ensinou uma lição. A preparação para uma apresentação deve ser feita sempre, você deve entender que cada apresentação é diferente. Os públicos são diferentes, então a mensagem deve se adaptar. Naquele dia, perdi o prestígio com mais de 80 pessoas, mas ganhei a oportunidade de me tornar um comunicador melhor.

Se por acaso isso ocorrer, pare, tome um gole d’água, olhe para as fichas que vou lhe ensinar a fazer, retome o próximo assunto com naturalidade e finalize da melhor maneira possível. Saiba que errou e da próxima vez deve se preparar em dobro.

Você já passou por isso? Faça um comentário me contando dessa situação.

Não deixe que o branco venha a acontecer, antecipe-se à ele!

Até a próxima!

#vamosconversar


Fonte: Artigos Administradores / O dia que deu branco na comunicação!

Os comentários estão fechados.