O hábito de ler e escrever

O hábito de ler e escrever

O Abecedário nós aprendemos. O que não aprendemos, é saber, como utilizá-lo em nosso dia-a-dia e ao nosso favor. Entenda aqui, porque a maioria dos processos em nossa vida pessoal, escolar e profissional não dão certo devido a erros de Comunicação

Uma das primeiras coisas que aprendemos na escola é “a-e-i-o-u” (considere que já tenha aprendido os conceitos básicos de comunicação inicial da vida no jardim de infância). Aprendemos “Eu-Tu-Ele” e “Nós-Vós-Eles”. Também aprendemos aquela parte em que a maioria dos adolescentes não se apegam muito “Oxítonas, paroxítonas, proparoxítonas, ditongos, tritongos, hiatos” porque a parte fácil são as “monossilabas, dissilabas e trissílabas”. Pronto, até aqui você já consegue desenhar, e, a pelo menos escrever o seu nome. Devemos ressaltar que o círculo social e as condições socio-economicas em que a pessoa nasce, cresce e vive, influencia e muito.

Quando ainda na alfabetização, infância e adolescência, você prefere brincar a estudar, prefere jogar a estudar. Prefere assistir televisão a estudar, prefere namorar a estudar, e assim sucessivamente. Poucos são aqueles que interessam-se em ler revistas, jornais e livros (e não considere gibis, pois os mesmos já estão recheados de palavras abreviadas e gírias). Um dos segredos para que uma pessoa cresça com um vocabulário consideravelmente razoável é influencia-la desde a infância a criar hábitos de leitura e de locução verbal. Não estou afirmando para ir contra os principios básicos de infância em se divertir, e sim, a preparar-se para o futuro que o espera.

Em um diálogo, conseguimos notar um certo grau de conhecimento contido em uma pessoa pelo simples fato do tom de voz e das primeiras palavras. Nesta hora, deve-se tomar cuidado para não se fazer um pré-julgamento. A medida em que a conversa se desenrola, é possível avaliar características pré-determinadas por si, e responder conforme o vocabulário.

Aquela estória de colocar a culpa no professor, no seu amigo nerd que te sufocou ou no seu namorado(a), não existe. É você quem constroi o seu futuro, são suas decisões que definem quem você será. Sonhar que um dia você será um médico-cirurgião, uma estrela de Hollywood, ou um escritor de sucesso é fácil, o difícil é saber como fazer.

A maioria dos processos em nossa vida pessoal, escolar e profissional não dão certo devido a erros de Comunicação. É clichê, mas, verdadeira, a famosa frase “A Teoria é diferente da prática”. E como toda Teoria o obriga a seguir um determinado caminho, a prática é simplesmente um acréscimo exagerado de inventar colocar coisas onde não devem ser colocadas, e que podem, ou não, dar certo. Um exemplo simples, é aquele do telefone sem fio, um grupo de pessoas, digamos, dez. A primeira passa uma frase pronta para a segunda, que passa para a terceira e assim sucessivamente, até que se chegue na décima. O resultado será uma frase completamente diferente da original. Isto acontece, porque nosso extinto humano nos obriga inconscientemente a criar situações que não existem, e, estas por sua vez destroem todo o processo de comunicação verbal, que em seguida derruba o entendimento resultando em uma confusão. Quanto mais organizadamente alfabetizado for, melhor. 

DICAS PARA APRIMORAR A LEITURA E A ESCRITA

> Inicialmente, NÃO leia livros que aparentem que nunca irão terminar, o simples fato de ver a grossura e o número de páginas, cria um bloqueio inicial e o faz desinteressar;

> Leia conteúdos que coincidem com sua personalidade. Se você gosta de música, NÃO leia letras de músicas, e sim, histórias de bandas, biografias de cantores(as). Se você gosta de programas de televisão, novelas, etc, NÃO leia revistas de fofocas, elas não contribuem em absolutamente nada, prefira ler sobre a História do Cinema, da Televisão, do Teatro, ou, de Artes, com certeza, isso o levará a grandes nomes;

> Se você sempre sonhou em ser um médico, como a maioria das crianças sempre sonham na infância, inicialmente, NÃO leia O Grande Tratado de Medicina porque o que mais encontrará, serão palavras extremamente desconhecidas e dificílimas. Prefira ler sobre A História da Medicina, da Saúde, etc;

> Gosta de outras línguas, JAMAIS assista filmes dublados, em hipótese alguma! De inicio, prefira os legendados, assista-o ouvindo as palavras em outro idioma, depois e somente depois, assista-o dublado para prestar atenção nas legendas que estarão em outro idioma;

> Escreva. Escreva sem limites. Frases, textos, artigos, ou até mesmo como foi seu dia, ou seu final de semana, usando corretamente o vocabulário. Assistiu a uma matéria na televisão, ou a um filme, ou seriado, ou a um show de música, simule que você é um colunista, repórter, redator de um grande jornal e deixe sua imaginação fluir contando como foi o ocorrido.

Todas as vezes em que pegar algo para ler, não vá direto ao ponto, sempre coloque primeiro, um assunto mais abrangente sobre o que lhe interessar, como lhe indicado acima.

Dica infalível para as desculpas das mudanças ortográficas da lingua portuguesa: Pense que você já se adaptou a nova ortografia, e treine-a. Finja que ela já existiu desde a sua infância, ficará muito mais fácil se lembrar da acentuação correta na hora de escrever. Tentar enganar o seu cérebro, pode até não funcionar, mas, que você irá se lembrar, estou certo de que irá!

Abraços e até a próxima!


Fonte: Artigos Administradores / O hábito de ler e escrever

Os comentários estão fechados.