O Marketing Digital e o “emburrecimento” dos consumidores

O Marketing Digital e o “emburrecimento” dos consumidores

Os algoritmos já sabem tanto sobre você que têm o “poder” de lhe dizer quais são as suas necessidades e conveniências. O Marketing pensa por você. O que prometia ser personalizado se tornou uma enorme invasão de privacidade

Uma das grandes vantagens do digital para a sociedade foi o seu poder de personalização, ou seja, de criar experiencias de navegação únicas para cada usuário, possibilitando ainda que cada um possa ser também produtor de conteúdos.

Essa mudança colocou os usuários no centro das atenções, deu todo o poder ao consumidores. Esse foi o grande diferencial em relação ao marketing e às mídias ditos “tradicionais”, que se baseiam em comunicação e publicidade de massa, com pouca (ou nenhuma) contribuição do público.

Entretanto é impressionante o que fazem hoje com os usuários da internet. Mapeiam todos os seus passos, armazenam todos os seus dados de navegação para descobrir seus hábitos, suas preferências, desejos e tudo mais. Comparando com o mundo físico, seria como colocar um detetive nos seguindo diariamente e anotando tudo o que fazemos.

O que prometia ser personalizado se tornou uma enorme e absurda invasão de privacidade. Tudo isso acontece por razões meramente financeiras e mercadológicas, ou seja, entregar ou se dizer possuidor destes dados dos usuários da web, potenciais consumidores, é de grande valor para todo universo de fornecedores, ávidos para ofertar seus produtos ou serviços.

A impressão que se tem é que o Marketing Digital rema contra a maré: enquanto consumidores online, os utilizadores da internet, vão ganhando poder no mundo virtual, o Marketing Digital parece vê-los meramente como robôs de consumo, “emburrecidos”.

Aliás, o processo de “emburrecimento” é aquele em que o próprio consumidor já não precisa saber o que quer, o que gosta ou o que precisa. A ideia é que os algoritmos já sabem tanto sobre você que têm o “poder” de lhe dizer quais são as suas necessidades e conveniências. O Marketing, então, rouba o seu poder! O Marketing pensa por você.

Por isso, ganha cada vez mais destaque palestras como a de Eli Pariser, no TED, alertando sobre os riscos da “personalização extrema” de conteúdo online por algoritmos, que leva à formação de filtros-bolha, limitando seu senso crítico e manipulando a forma como você recebe informações.

Os consumidores estão satisfeitos com tudo isso? Alguém gosta de ter a sua privacidade invadida? Bem, a solução é simples: estamos conectados. A internet nos permite, hoje, dizer o que queremos, como queremos e quando queremos. É preciso devolver o poder ao consumidor, todo poder ao consumidor.

É preciso entender: invasão de privacidade é um modelo que se esgota.


Fonte: Artigos Administradores / O Marketing Digital e o “emburrecimento” dos consumidores

Os comentários estão fechados.