O que você enxerga quando olha para trás

O que você enxerga quando olha para trás

Você nunca olhará para trás, uma vez que alcançar o sucesso, querendo ter evitado o desconforto que você teve naquele momento

O custo da grandiosidade é a dor. O custo da liberdade é a perda. O custo de seguir em frente é tentar e fracassar e tentar novamente. Você não pode ter mais se não tiver menos inicialmente. O progresso não é automático. Não é garantido. Até mesmo se você fizer as coisas certas, isso dói.

Cada passo do caminho.

É fácil num momento de frustração ou desconforto presumir que você está fazendo algo errado por conta da resistência que você sente em progredir. Mas essa é a resistência que todo mundo sente. Pessoas inteligentes. Pessoas medianas. Pessoas trabalhadoras.

Todas elas sentem a mesma resistência – o mesmo peso – que você está sentindo agora. Elas também encaram a mesma escolha sobre dever continuar ou se está na hora de buscar algo mais racional.

Há um custo em chegar onde você quer chegar.

Um custo emocional. Um custo financeiro. Um custo físico.

“Não interprete a dor que você está vivendo e o medo que você sente como razão legítima para desistir”.

Você nunca olhará para trás, uma vez que alcançar o sucesso, querendo ter evitado o desconforto que você teve naquele momento. Nunca. Você pode até querer ter feito mais.

Se esforce ainda mais.

Se você quer ganhos, você deve ser capaz de suportar a dor. Esse é o custo da grandiosidade. Se você quer liberdade, você tem que lutar por cada centímetro de chão entre onde você está agora e onde você quer estar. Se isso parecer fácil, seu objetivo não é grande o suficiente. Seu sonho não é importante o suficiente. Objetivos difíceis requerem pessoas fortes. Então mantenha-se focado.

Batalhe através da dificuldade.

Abrace a dor como o caminho para a felicidade. Não negocie seu destino para simplesmente estar numa situação um pouco mais fácil agora. Pise firme e se esforce.


Fonte: Artigos Administradores / O que você enxerga quando olha para trás

Os comentários estão fechados.