Onde esta o meu dinheiro?

Onde esta o meu dinheiro?

Quanto ganho, quanto gasto, me sobra dinheiro ao final do mês? quem nunca se perguntou isso? apenas ganhar não basta, o controle é importante no auxilio das despesas e ajudará a melhorar sua saúde financeira

    Somos pequenas empresas, todas as pessoas ou a grande parte delas possuem direitos e obrigações financeiras assim como as empresas, desde a criança que ganha mesada dos pais até o idoso aposentado. Tenho sempre em mente que o mais importante é saber administrar o que ganha e não o quanto ganha. É fundamental ter o conhecimento onde cada real seu foi gasto, o porquê foi gasto e como foi gasto, além de saber a sua capacidade de endividamento para não ficar no vermelho.

Não é lógico gastar mais do que ganha, a matemática é simples, por exemplo, não é matematicamente possível subtrair R$ 1.000,00 de uma conta que só possui R$ 800,00, claro que tem conta em banco com limite/crédito basta cobri-lo depois, mas pense que em sua casa tenha uma caixinha onde você guarda o seu dinheiro e suponhamos que ganhe R$ 800,00 porem seus gastos no mês foi de R$ 1.000,00 e infelizmente sua caixinha não possui um fundo falso com esta diferença e você esta sem reserva, então como cobrir estes gastos? Impossível! se sua filosofia financeira for esta você pode entrar em uma grande fria e essas dividas causadas por contas negativas podem se tornar uma bola de neve incontrolável.

   Com algumas mudanças simples podemos organizar melhor nossas contas e possuir mais controle sobre elas, abaixo listei três passos a serem tomados primeiramente.

     O primeiro passo a ser tomado é a ORGANIZAÇÃO, verificar sua fonte de renda ou suas fontes, no caso de possuir mais que uma, assim terá conhecimento do valor líquido que recebe, já sem os descontos (se houver) e somá-las, para obter sua capacidade financeira.

     O segundo passo é listar suas contas, tudo o que tem de obrigação a serem pagas em um determinado período, que geralmente é mensal, após colocar os valores calcule também o percentual de cada uma para facilitar uma análise e assim subtrair a sua receita total das despesas listadas.

   O terceiro passo é analisar o pequeno demonstrativo (planilha) e realizar uma reflexão sobre os gastos, aqui cada pessoa irá analisar segundo suas necessidades, assim poderá ajustar conforme seus objetivos, por exemplo, alguém que deseja comprar um automóvel irá verificar olhando a sua planilha onde pode ser cortados gastos (o percentual de cada conta ajudará) para que seja possível juntar recursos e assim atingir seu objetivo, e por ai vai. Abaixo irei disponibilizar o meu e-mail onde quem quiser uma planilha modelo estarei enviando, caso preferir elaborar uma ela é facilmente criada no Excel, um detalhe importante é inserir uma coluna para marcar as despesas já quitadas, como se fosse uma baixa, apenas como uma questão de controle, mas que não deixa de ser importante.

    A planilha deverá ser adaptada as suas despesas, com certeza pessoas terão gastos a mais ou a menos, devemos sempre dar atenção maior as contas de investimento e reserva para gastos imprevistos, pois são gastos mais flexíveis e devemos ter maior rigor para no caso de não for necessário utilizar este recurso ele deverá ser destinado a uma reserva ou poupança para um caso de maior gasto ou aquisição futura. É fácil desviar estes recursos, até porque são controladas unicamente por você sem uma obrigatoriedade como um carnê que devemos pagar mensalmente, lembrando que os especialistas estipulam cerca de 10% a 20% dos rendimentos sejam poupados.

     Os gatos podem ser previsíveis ou imprevisíveis, estar preparado para o futuro é fundamental para sua saúde financeira, alguns passos como o que foi listado acima são simples e todos deveriam fazer, mas a verdade é que poucos fazem e depois ouvimos aquela velha frase “não sei onde foi parar o meu dinheiro” lembre-se que mais importante de que quanto você ganha é o como você gasta.


Fonte: Artigos Administradores / Onde esta o meu dinheiro?

Os comentários estão fechados.