Orçamento doméstico: ele precisa fazer parte da família

Orçamento doméstico: ele precisa fazer parte da família

Boas músicas podem nos trazer excelentes lições

Ouvir boa música é uma atividade que pode nos trazer, além de momentos relaxantes, lições muito valiosas.

Herivelto Martins, cantor, músico e ator, foi um dos maiores compositores brasileiros, produziu a música SEGREDO que ficou famosa na belíssima interpretação de Nelson Gonçalves[1].

“Quando o infortúnio nos bate à porta

E o amor nos foge pela janela

A felicidade para nós está morta

E não se pode viver sem ela

Para o nosso mal não há remédio, coração

Ninguém tem culpa da nossa desunião”

Além de belíssima, esta poesia de Herivelto traz uma lição fundamental para as famílias da atualidade. Dentre alguns infortúnios possíveis, os problemas financeiros estão entre as maiores causas de divórcios; matando, desta forma, a felicidade de um casal, que passa a enfrentar problemas cujos se avolumam e, assim, não tem mais remédio que solucione.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estão crescendo os números relativos à quantidade de divórcios no Brasil. Atualmente, quase 140 mil casamentos são cancelados por ano no país. Para termos uma ideia deste aumento, basta comparar com os dados de 2006, quando este número não chegava a 80 mil. É um aumento bastante significativo!

Sendo mais específico na análise, estimativas divulgadas no VIII Congresso Brasileiro de Direito de Família, que aconteceu no Minascentro, em Belo Horizonte no ano de 2013 onde o assunto foi abordado, destacam que cerca de 50% dos divórcios estão relacionados à problemas financeiros enfrentados pelo casal.

 No entanto, vamos compreender os motivos.

 Vivemos em uma sociedade cada vez mais dinâmica, em que a cultura do pouco diálogo vem tomando proporções preocupantes. Além da ausência do diálogo, estão as questões mal planejadas, dentre elas, as finanças.

Pelo fato de as relações dos casais estarem menos atreladas às relações de dependência econômica de um dos cônjuges, não é comum haver diálogo sobre o fluxo de caixa do casal. Mas é necessário salientar que, apesar do casal resolver manter as contas separadas, é fundamental que haja um planejamento para que a família possa viver uma vida sem problemas financeiros.

Gustavo Cerbasi, autor de Casais inteligentes enriquecem juntos, concorda com esta questão e cita que grande parte dos problemas de relacionamentos entre marido e mulher começa no dinheiro – no excesso ou falta dele.

Levado para o cotidiano do casal, ainda segundo o autor, quando sua renda do não dá conta dos gastos do mês, o dia-a-dia tende a uma desagradável monotonia e qualquer proposta mais romântica que envolva gastos é cortada pela raiz.

A grande questão reside apenas no diálogo. Retirar um momento, durante a semana, para organizar despesas pode se constituir como uma receita que minimize as divergências entre o casal.

Outra questão são os filhos. É uma sugestão muito pertinente de todos os estudiosos deste assunto que eles sejam envolvidos também nas questões financeiras. Cada família, na sua convivência, decide quando seus filhos devem começar a ter acesso às informações financeiras das famílias. Mas o ideal é que isso ocorra o mais cedo possível a partir de pequenas ações: lançamento da mesada e gastos com lanche na escola são alguns exemplos.

Independentemente do fato de como as receitas e despesas são divididas entre o casal, o importante é planejar. Desde as compras menores até investimentos mais ousados, o planejamento é a melhor solução contra o endividamento.

Caso não saiba por onde começar o seu planejamento, planilhas (caso queira uma, posso te mandar bastando me contactar)podem lhe ajudar. Outra sugestão são os aplicativos para smartphones [2], sites de orientação e várias outras ferramentas. O casal deve utilizar estas ferramentas para auxiliar no seu planejamento.

Vale a pena planejar! Os resultados serão muito proveitosos e, com certeza, o casal minimizará suas divergências. 

Mais um detalhe: busque não acabar com as divergências…  Uma briguinha, de vez em quando, é muito bom … Principalmente na hora de fazer as pazes! E a trilha sonora fica por sua conta!

 Forte e fraterno abraço.

[1] Você pode ouvir a música em http://www.vagalume.com.br/nelson-goncalves/segredo.html

[2] Um dos aplicativos mais usados hoje é o guiabolso que pode ser baixado em https://www.guiabolso.com.br/


Fonte: Artigos Administradores / Orçamento doméstico: ele precisa fazer parte da família

Os comentários estão fechados.