Os 3 maiores cuidados na hora de criar negócios inovadores

Os 3 maiores cuidados na hora de criar negócios inovadores

Veja 3 considerações muito importantes para se fazer no momento de criar o seu negócio

É muito empolgante notar a quantidade de material e de pessoas se dedicando a ensinar os primeiros passos para começar uma startup. São e-books, livros, áudios, cursos online, artigos, enfim, bastante coisa mesmo estimulando e ensinando como começar…

Claro que cada um destes profissionais que atuam no meio têm suas ideias, características e usam uma série de diferentes ferramentas que indicam as melhores formas de ter aquele famoso insight altamente promissor e trazê-lo para a realidade. A fórmula sem erros não existe, mas boas sugestões sempre vêm.

No entanto, algo me chamou muito a atenção. Foi um bate-papo que tive esses dias com dois empreendedores que me perguntaram exatamente isso: “Nós estamos começando, nos primeiros passos, mas quais seriam os maiores cuidados que você tomaria na hora de começar um negócio inovador?”. Uma pergunta simples e de extrema relevância.

Na hora, comecei a pensar e trocar ideias com eles. Mas, surgiram 3 principais considerações muito evidentes para eles que resolvi compartilhar com vocês, pois acredito que sejam fundamentais para o mercado.

1 – Faça teste de conceito

Muitas vezes, as pessoas têm uma ânsia demasiadamente grande para lançar grandes ideias e verem acontecer, mas acabam esquecendo uma das técnicas mais simples e úteis das startups – o teste de conceito. Por que você já vai sair logo construindo se, inicialmente, pode testar a aceitação da sua ideia antes mesmo de pôr muito a mão na massa?

Você pode pensar: “Mas eles só vão entender se verem…”. Ok, às vezes sim, mas, na grande maioria das vezes você pode ter uma boa noção do interesse e até dos principais anseios com um simples teste de conceito.

Coloque uma Landing Page ou até uma campanha já de pré-lançamento da sua solução e veja como os interessados reagem à sua proposta, suas dúvidas e aspirações. Isso ajuda demais no próximo passo.

2 – Um MVP é um MVP e não um apanhado de coisas

Quando você entende o que quer lançar para o mercado, o mais comum é que as pessoas coloquem cada vez mais anexos na solução. O que começa do jeito certo, um MVP (fazer a solução mais simples possível), vai ganhando gradativamente mais e mais incrementos, sendo que a solução fica perdida no meio disso tudo.

Portanto, o segundo grande cuidado é manter o MVP como ele deve ser, focado exclusivamente no cerne da sua solução. Lembre-se que cada coisa que você colocar a mais pode confundir as pessoas para testarem o que efetivamente importa.

Possivelmente esse é o maior erro que vejo acontecer… As pessoas colocam gamification, demasiado conteúdo, várias opções distintas para o usuário que, ao entrar, fica completamente perdido e acaba nem querendo testar. Portanto, lembre-se de nesse primeiro momento testar apenas o essencial da sua ideia, afinal, você quer descobrir se isso resolve ou não o problema.

3 – Faça o marketing na mudança de comportamento

Essa ressalva é muito pouco comentada, mas extremamente útil. Em grande parte dos lançamentos de negócios inovadores, as pessoas já acreditam que com apenas algumas pessoas sabendo da ideia, as mesmas já irão sair comentando com os outros e o buzz vai trazer muita gente. As pessoas adoram pensar que suas ideias são tão diferentes que serão imãs automáticos de clientes.

Mas, adivinha… raramente são. Muito raramente mesmo. Na maior parte, você precisará fazer um marketing e, saca só, o marketing inicial tem que ter grande foco na mudança de comportamento.

Os empreendedores querem destacar muito a marca e seus grandes diferenciais, mas esquecem que, por serem startups, estão trazendo um jeito novo de solucionar algo; automaticamente, estão mostrando uma nova forma de resolver esse problema, o que quer dizer – mudança de comportamento. E as pessoas não mudam assim tão fácil.

Quase todos sabem que usar um app de delivery food é bem mais rápido e fácil que ligar, mas a maioria das pessoas ainda ligam para pedir comida. Sabe por quê? Ora, é uma mudança de hábito parar de ouvir a voz da pessoa confirmar o pedido, endereço e tudo mais, para ouvir mensagens de confirmação. Parece simples, mas por muitos anos foi assim. Por melhor que seja, o novo hábito demora a pegar.

Infelizmente, os empreendedores acreditam que só por ser mais fácil as pessoas já assumirão o novo comportamento, mas isso não acontece. Precisa de um marketing bem focado em mostrar o quanto a mudança é benéfica, mesmo que você pense: “Mas isso pode ajudar minha concorrência também…”. Nesse início, pra você é mais importante que as pessoas mudem a atitude do que quase ninguém aceitando sua solução e você brigar por meia dúzia de gatos pingados.

Esses são 3 cuidados básicos mas altamente relevantes para quem estiver pensando em criar ou já começando um negócio inovador. Prestar atenção nisso ajudará bastante no desenvolvimento do negócio… Vai com tudo!


Fonte: Artigos Administradores / Os 3 maiores cuidados na hora de criar negócios inovadores

Os comentários estão fechados.