Os dez princípios para o uso do cartão de crédito

Os dez princípios para o uso do cartão de crédito

1) Estabeleça limites – O cartão foi feito para facilitar sua vida, evitando que você saia de casa com o dinheiro ou cheque. Uma regrinha prática que dou para meus clientes é : a fatura a pagar não deve ser maior que 15% do seu salário líquido. É necessário, portanto, que você guarde todos os canhotos que irá receber e some-os, evitando assim ultrapassar o limite estabelecido.

2) Pague a fatura sempre em dias – As taxas de juros nesta modalidade são altas : está entre 9 a 12% ao mês, por exemplo em uma taxa de juros de 10% ao mês, uma fatura de R$1.500,00 para janeiro, se não paga, vira R$ 1.650,00 em fevereiro.

3)Não parcele a fatura – As taxas de juros pelo parcelamento também são altas; por exemplo, a 6% ao mês, uma fatura de R$1.500,00 parcelada em 4 vezes, gera prestações mensais de R$408,38. Talvez seja melhor financiar na própria loja, não?

4)Evite saques em dinheiro – Há instituições cobrando mais do que 13% nos saques feitos por meio do cartão de crédito. Para estes casos, prefira o saque por meio do cartão de sua conta corrente.

5) Controle os dependentes – Confira as despesas por eles feitas, para evitar surpresas de última hora; e cuidado com os que pedem para você pague as despesas deles no seu cartão alegando que irão pagar-lhe no vencimento: perde-se o dinheiro e a amizade.

6)Tenha um único cartão de crédito – para que pagar mais do que uma única anuidade?

7) Negocie a anuidade – Os bancos sempre dão descontos ou até isenta o valor da anuidade.

8) Analise as vantagens oferecidas – Para que um programa de milhagem se você não viaja? Não se esqueça de que quanto maiores as vantagens, maiores as anuidades.

9) Deixe em casa – Quando você sentir que vai gastar desnecessariamente para suprir alguma frustração ou irá ultrapassar o limite que já estabeleceu.

10) Negocie sua dívida – Peça um empréstimo pessoal ao banco caso você esteja na situação extrema de não conseguir pagar sequer o valor mínimo da fatura. Nessa hora vale tudo, até vender algum bens para fugir desta “confusão financeira”.

São dicas simples , mais que darão um grande retorno se adotadas de maneira correta.

Grato pela atenção e até a próxima!


Fonte: Artigos Administradores / Os dez princípios para o uso do cartão de crédito

Os comentários estão fechados.