Os dois passos fundamentais para enriquecer

Os dois passos fundamentais para enriquecer

O que fazer na prática para melhorar suas finanças – começando hoje mesmo! Exercícios simples para ter uma mentalidade financeira superior.

Todo mundo sabe que, para se ter mais dinheiro, a coisa mais importante é gastar menos do que se ganha, certo? A questão é, por que a imensa maioria das pessoas simplesmente não faz isso (ou tenta e não consegue)?

         Embora possamos listar uma montanha de fatores – falta de educação financeira, falta de motivação e força de vontade, o hábito bem brasileiro de comprar tudo a prazo – na verdade, as pessoas não se dão conta do verdadeiro motivo pelo qual

* se endividam;

* não são capazes de guardar dinheiro (consomem tudo o que ganham);

* guardam pouco;

* não investem o dinheiro guardado.

         O verdadeiro motivo é que o que determina nossas ações e escolhas é o PRAZER que obtemos com cada escolha e ação que praticamos, não nossos pensamentos e decisões racionais.

         Você pode nunca ter pensado a respeito. Então pense! Se você não tivesse nenhum prazer em comprar um carro, ou em gastar com uma roupa nova ou com um equipamento eletrônico caro, você o faria por algum outro motivo?

         Você pode dizer que compra as coisas porque precisa, ou porque elas são úteis (ou, como muita gente diz, pode dizer que “merece, já que trabalha muito” – eu mesmo falava isso antigamente!). A verdade é que esta é a resposta RACIONAL que o seu cérebro dá para uma ação que foi motivada por uma EMOÇÃO. E o alimento da emoção é o PRAZER. Nenhum mal nisso – esta é a nossa natureza!

         Qual é, então, a “armadilha de prazer” em que todos nós caímos? O prazer pode ser classificado de duas maneiras:

1) o prazer imediato, que eu sinto agora, sem compromisso com nenhum outro aspecto da minha vida (ex.: compro algo caro e desnecessário sem considerar minha situação financeira atual, minha possibilidade ou real necessidade de gastar neste momento etc.)

2) o prazer futuro, que depende inteiramente das minhas ações no presente.

         Qual destes dois prazeres é o mais acessível, o mais fácil? Claro que é o prazer imediato. Até porque quem vai pagar a roupa cara que eu decidi comprar pela internet hoje é o “eu” de amanhã (que provavelmente vai se sentir culpado por novamente ter feito um gasto excessivo).

         Então, o que fazer? Tentar eliminar os prazeres imediatos, se “sacrificar” e não gastar? Isso até funciona com pessoas naturalmente organizadas e rigorosas com seus gastos, mas não funciona com a maioria de nós.

         O que funciona mesmo são dois passos, dois exercícios que você pode (e deve) fazer hoje mesmo se realmente quer enriquecer:

1) Sente-se com papel e lápis na mão e imagine todas as coisas que você deseja ter/fazer/comprar e que dependem de você ser mais rico futuramente do que é hoje. Liste coisas que deseja adquirir ou fazer

a) no curto prazo (em até um ano)

b) no médio prazo (de três a cinco anos)

c) no longo prazo (mais de cinco anos)

 

2) Leia esta lista TODOS OS DIAS (pode ser mais de uma vez por dia). Modifique, acrescente e exclua itens à vontade. Imagine que você já tem/alcançou aquilo que imaginou. Imagine tudo com máxima riqueza de detalhes (a sala do meu apartamento vai ser de frente para o mar, vou viajar para a Europa, vou fazer um curso em outro país etc.). Saiba que, quanto mais vezes imaginar (e por mais tempo), mais REAL isto será para o seu cérebro – e maior será o prazer que ele sentirá!

         O que estes exercícios irão fazer com você? Gradualmente eles irão oferecer ao seu cérebro o PRAZER que ele exige constantemente sem que você precise gastar agora para obtê-lo. Sem dúvida, antes de começar a estudar maneiras de enriquecer, investimentos, técnicas de economia pessoal e outras ferramentas, você deve dar a si mesmo uma pequena amostra do prazer que terá se realmente alcançar aquilo que deseja (os grandes prazeres futuros X o pequeno prazer imediato que boicota suas melhores intenções). Claro que estes são apenas os dois primeiros passos, mas recomendo que você os dê antes de tentar qualquer outra coisa.

         Faça a experiência por uma semana e me conte como se sentiu! Envie um e-mail para fabrisguissardi@yahoo.com.br que terei prazer em responder.

Um abraço!

Fabrício


Fonte: Artigos Administradores / Os dois passos fundamentais para enriquecer

Os comentários estão fechados.