Otimização do custo da manutenção industrial

Otimização do custo da manutenção industrial

Reduzir ou otimizar o custo da manutenção? Como fazer?

Ouvimos muito a expressão “Vamos reduzir o custo de manutenção”, mas essa iniciativa pode ser mal sucedida acarretando um endividamento de imediato e um futuro aumento no custo. Falando de custo de manutenção industrial, temos que ser bastante criteriosos e cuidadosos nas atitudes e decisões, tanto empresas de grande porte, quanto pequenas empresas o custo de manutenção sempre é apresentado como um problema crônico que sempre é motivo de desalinhamento entre o staff das empresas.

O melhor a se fazer é Otimizar o custo, evitando acarretar possíveis colapsos dos equipamentos a longo prazo trazendo um grande descontrole, para isso, trabalhamos com alguns itens que podem nos direcionar nesta otimização:

1 – Avaliação no cenário atual: Dados precisos são de grande relevância na avaliação e posicionamento da situação em que a empresa se encontra, é necessário levantar não apenas as questões futuras, mas é importante avaliar também o histórico da empresa, e em qual momento o custo passou a se tornar um problema, analisando possíveis causas raízes mediante a utilização de ferramentas de análise.

2 – A partir do ponto que conhecemos nosso cenário, sabemos onde, a causa, e em que momento perdemos o controle, é necessário sabermos o futuro financeiro da empresa caso não tomemos uma medida, e o futuro financeiro a partir de algumas medidas, relacionadas abaixo, então devemos desenvolver juntamente com a engenharia alguns estudos preventivos quanto aos equipamentos:

  • Mapeamento de Vulnerabilidades: O mapeamento de vulnerabilidades consiste em um trabalho de engenharia, onde realizamos uma inspeção e analise criteriosos dos pontos de vulnerabilidades dos equipamentos, pontuando de acordo com alguns critérios, quais seriam as principais e possíveis falhas/quebras, e provisionamos essas falhas/quebras dentro de um período mais extenso, com auxilio de estudos preditivos. Desta forma podemos ter mapeadas as intervenções e estimar as datas, com base nesta informação podemos planejar de forma segura, atuando juntamente com o setor de compras na negociação de valores e datas de entrega de materiais e serviços, também trabalhamos com pessoal de forma planejada evitando custos com horas extras e deslocamentos fora do horário de trabalho. Trabalhar preventivamente otimizamos os custos.
  • LCC (Life Cycle Cost): o LCC é um estudo que visa a avaliação econômica para manter um equipamento durante toda a sua vida útil, incluindo os custos de aquisição, instalação, operação, manutenção e por fim a desativação ou descarte. A partir do LCC pode-se planejar as substituições no melhor momento, ou tempo ótimo, assim podemos ter o melhor desempenho do equipamentos sem que este venha a entrar em seu fim de vida útil em um momento inesperado, causando um custo elevado para substituição imediata.
  • Desenvolvimento de Fornecedores e materiais: Tanto o desenvolvimento quanto a nacionalização de novos fornecedores e materiais realizados de forma consciente e embasados em estudos e testes, são de grande importância para a otimização do custo, recomenda-se que este estudo seja realizado em conjunto com fornecedor, engenharia e compras, para que esteja totalmente resguardando tecnicamente, preferivelmente o fornecedor deverá apresentar trabalhos ou cases de sucesso em outros clientes para que o estudo seja mais efetivo, podendo ser feitos alguns testes e avaliações deste fornecedor.
  • Analises de Falha: O processo de analise de falha se torna muito importante para a otimização do custo, normalmente um dos gatilhos para disparar uma analise de falha é o elevado custo daquela falha, ou, o elevado custo somadas varias falhas da mesma natureza. O objetivo de uma analise de falha é estudar e identificar a causa raiz evitando que ela ocorra novamente no mesmo equipamento e ampliando as medidas a outros similares, considerando o atendimento ao objetivo da analise de falha inevitavelmente estaremos otimizando o custo, uma falha acarreta uma atuação corretiva, que é de conhecimento que gera maiores custos. Também podemos implantar uma Analise de Acidente Material, que teria os mesmos procedimentos da Analise de Falha, mas seria voltado para os acidentes materiais, que normalmente não tem tratativa e estes apresentam custos elevados.
  • Programa de Melhorias: Algumas empresas adotam esse programa com outras nomenclaturas, ele é de grande relevância ao se analisar o Custo Evitado de algumas sugestões e projetos, se tem um custo na maioria das vezes pequeno na implantação e um Custo Evitado considerável ao logo do tempo, sugestões vindas do chão de fábrica deverão ser sempre bem vindas, entendo que, é o chão de fabrica que está lidando com o operacional e o funcionamento dos equipamentos e processos no dia-a-dia.
  • Controles efetivos e preventivos: Alguns controles na manutenção industrial são essenciais, mas raramente os vemos sendo efetivos, quando existem não estão atualizados, são eles:
    • Controles de subconjuntos e sua vida útil;
    • Controle de equipamentos em reparo externo;
    • Controle de substituições ou trocas de subconjuntos em equipamentos;
    • Entre outros.

 3 – A manutenção conhece o custo? Essa pergunta deve ser afirmativa não apenas para o Staff, mas para todos os mantenedores, eles devem ter conhecimento de que ao trocar um material ou peça desnecessários em um equipamento estão promovendo um gasto de tal valor para a empresa, deve-se instigar a cultura de conhecimento dos valores de cada item no pessoal de campo e ao mesmo tempo, como poderia ser otimizado o custo de forma eficiente.

 4 – O planejamento de Manutenção conhece o custo da programação semanal? Considerando os conceitos acima para os mantenedores, os planejadores/programadores, enfim o planejamento de manutenção deve conhecer o custo da programação semanal e trabalhar em uma programação de médio e longo prazo considerando os trabalhos de engenharia citados acima é plausível essa programação de forma bem eficiente e assertiva. Com esses dados financeiros da programação e os estudo de engenharia a direção ou gerencia da empresa tem como tomar decisões de forma embasada.

Aplicadas as orientações basta aguardar e monitorar os resultados, o custo de manutenção será otimizado de forma inteligente a médio e longo prazo trazendo sustentabilidade da empresa, em paralelo pode-se trabalhar com outros setores como o setor de compras e RH, instigando neles a elaboração de trabalho e estudos que contribuam para que a empresa como um todo tenha seu resultado favorável.


Fonte: Artigos Administradores / Otimização do custo da manutenção industrial

Os comentários estão fechados.