PAC investiu R$ 114,3 bilhões em projetos no primeiro semestre de 2015

PAC investiu R$ 114,3 bilhões em projetos no primeiro semestre de 2015

Até 15 de agosto, foram empenhados R$ 19,5 bilhões em orçamento para projetos; O volume equivale a 55,4% do total disponível para empenho (aplicação) este ano, que é R$ 35,2 bilhões

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) executou R$ 114,3 bilhões em projetos de janeiro a junho de 2015, o que equivale a 11% de R$ 1,05 trilhão previstos para serem investidos de 2015 a 2018, informou hoje (31) o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão,

Além disso, até 15 de agosto, foram empenhados R$ 19,5 bilhões em orçamento para projetos. O volume equivale a 55,4% do total disponível para empenho (aplicação) este ano, que é R$ 35,2 bilhões. As obras concluídas no primeiro semestre somaram R$ 76 bilhões.

“O volume destinado a esses investimentos continua expressivo e hoje a prioridade se volta para a execução de obras que já estão em andamento”, destacou o Ministério do Planejamento, em nota. O posicionamento está de acordo com o que havia dito mais cedo o titular da pasta, Nelson Barbosa. Ao apresentar o Projeto de Lei do Orçamento Anual de 2016, no Palácio do Planalto, Barbosa informou que no ano que vem serão disponibilizados R$ 42,4 bilhões para o PAC e que a prioridade do governo será concluir compromissos já assumidos.

Segundo o Planejamento, a partir deste balanço, os empreendimentos do PAC passam a ser divididos em três eixos: infraestrutura logística, infraestrutura energética e infraestrutura social e urbana. No eixo de infraestrutura e logística, são realizadas obras em rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e hidrovias e as ações concluídas somam R$ 3 bilhões. Em infraestrutura energética, foram R$ 26 bilhões em ações concluídas. Por fim, em infraestrutura social e urbana, as obras concluídas somaram R$ 47 bilhões, segundo o Ministério do Planejamento.


Fonte: Notícias Administradores / PAC investiu R$ 114,3 bilhões em projetos no primeiro semestre de 2015

Os comentários estão fechados.