Parceria entre Sebrae e Endeavor oferece mentorias para pequenas empresas

Parceria entre Sebrae e Endeavor oferece mentorias para pequenas empresas

Desde janeiro, o grupo de empreendedores vem recebendo mentorias de executivos de grandes empresas, além de participarem de atividades coletivas e de visitas técnicas

Ampliar a visão empresarial e aprender com quem já sabe. Essa é a tônica do Programa de Desenvolvimento de Empresas de Alto Impacto, uma parceria entre Sebrae e Endeavor aplicada pela primeira vez no Paraná e em Santa Catarina, com cerca de 70 empresários que possuem como característica principal o potencial para se tornarem proprietários de grandes empresas.

Desde janeiro, o grupo de empreendedores vem recebendo mentorias de executivos de grandes empresas, além de participarem de atividades coletivas e de visitas técnicas. A ideia é possibilitar aos gestores à frente desses negócios, muitos deles com perfil bastante inovador, a troca de experiência com outros empresários e profissionais mais experientes.

Segundo o consultor do Sebrae/PR, Emerson Cechin, as empresas de alto impacto são aquelas que possuem um perfil específico e que, por conta de seus modelos de negócio, projetam um crescimento rápido. “O Programa está alinhado à estratégia estadual do Sebrae/PR, já que temos uma linha de ação voltada ao desenvolvimento de pequenas empresas que possuem um potencial para se tornarem grandes. Essas empresas possuem um perfil diferenciado, por apresentarem uma proposta de negócios mais arrojada, inovadora e escalável, que projeta um crescimento rápido em um curto período”, explicou ele.

No total, 36 empresas do Paraná e 37 de Santa Catarina, em sua maioria voltada para soluções em tecnologia, receberam um total de 230 mentorias, entre individuais e coletivas, em temas específicos, como finanças, operações e mercado. A última mentoria, realizada durante o encerramento do Programa no Sebrae/PR, foi com o empresário e conselheiro da Endeavor, Romero Rodrigues

Fundador do site Buscapé, que compara preços, produtos e serviços e atualmente é uma das empresas da holding Buscapé Company, Rodrigues falou aos empresários sobre a criação da empresa, numa época em que a internet ainda era uma novidade, e que precisou, ainda, se organizar e reestruturar inúmeras vezes para chegar onde está. Entre as dicas para os empresários, ele acrescentou que “é preciso ser resiliente, consistente e conhecer os limites entre o sucesso e o fracasso”

Além disso, com o crescimento rápido e a junção de outras empresas ao grupo, foi essencial o fortalecimento da cultura organizacional, a valorização dos talentos e a busca por inovação. “O colaborador precisa saber qual é o propósito da empresa, comprar o sonho junto com você e dar espaço para que ele crie coisas novas e se sinta envolvido no crescimento da empresa”, reforçou Romero.

Os empreendedores

Maurício Santos, Luiz Fernando Natal e Hario Tiepo são três dos empresários paranaenses que fecharam o ciclo de mentorias da Endeavor e Sebrae. Apesar de terem modelos de negócios diferentes, para todos eles, a grande lição que fica é a de que é preciso pensar grande.

Tendo como mentores executivos de empresas como o Banco Itaú e a Allianz, para Maurício Santos, da Virtual Informática, empresa de Ponta Grossa especialista em desenvolver softwares para gestão de seguros, a participação no Programa abriu sua visão para enxergar um novo mercado. “Pretendemos expandir nossos serviços para também auxiliar as pequenas empresas a colocarem em prática tudo o que aprendem com o Sebrae”, contou ele.

Com intuito de atender clientes nacionalmente, Luiz Fernando, da empresa curitibana Adsive, que trabalha com comunicação e identidade visual, conta que já está em fase de planejamento e estruturação de sua loja virtual, voltada para placas e adesivos decorativos. “As mentorias foram essenciais para saber por qual caminho devo trilhar e onde o meu negócio pode chegar. Percebi que tenho um bom produto e mercado para investir na expansão da empresa”, garantiu Luiz Fernando

Trabalhando no ramo de alimentos orgânicos, Hario Tiepo, da Verde Brasil, viu no Programa uma oportunidade de trocar experiências com empresas que deram certo, mesmo com as dificuldades. Com mentorias no ramo de mercado e produtos com foco em alimentação, o empresário de Piraí do Sul percebeu que, para conquistar mercado, é preciso sair do comum “independentemente do segmento, mercado ou produto, uma gestão coerente e com propósito é o que faz dar certo. É preciso ter algo além da técnica e do trabalho diário”. “As mentorias ajudaram a me posicionar no mercado e a focar em produtos com qualidade diferenciada”, assinalou.


Fonte: Notícias Administradores / Parceria entre Sebrae e Endeavor oferece mentorias para pequenas empresas

Os comentários estão fechados.