Perdeu o emprego? Fique calmo, vamos adotar uma estratégia bacana

Perdeu o emprego? Fique calmo, vamos adotar uma estratégia bacana

Pois é, acontece mesmo com qualquer um, de repente a surpresa e o temido comunicado da demissão… E aí parece que o mundo desabou, ruiu, mas apesar do desconforto e da problemática o que resta mesmo é primeiro não se deixar abater e, em seguida, planejar um meio de conseguir um novo emprego

Perder o emprego é um risco a que todo profissional está sujeito. Pode ser algo até previsível ou mesmo justificável ou talvez não. Pode ser uma rescisão sem justa causa e sem uma motivação aparente. Mas se aconteceu, bom mesmo é manter a calma receber as verbas rescisórias e, feito isso, adotar uma boa estratégia visando a rápida recolocação no mercado de trabalho.

Pois é, acontece mesmo com qualquer um, de repente a surpresa e o temido comunicado da demissão… E aí parece que o mundo desabou, ruiu, mas apesar do desconforto e da problemática o que resta mesmo é primeiro não se deixar abater e, em seguida, planejar um meio de conseguir um novo emprego. Vamos, então, elencar algumas ações e atitudes que devem ser tomadas e sugerir uma estratégia cuja meta é buscar, com maior brevidade possível, uma recolocação no mercado de trabalho. Então, vamos lá:

A rescisão

Dependendo do tempo de registro em carteira a rescisão deverá ser homologada no sindicado de classe (obrigatório após um ano de registro na carteira de trabalho). Parece um tanto desconfortável, mas não é. Caso haja alguma discrepância nos pagamentos devidos, tais como: férias, décimo terceiro, horas extras, entre outros, caberá uma ressalva de próprio punho no verso do documento, a título de registro.

Existem prazos para os pagamentos da rescisão; da multa e do FGTS, devidos quando da dispensa sem justa causa; e também para a solicitação do seguro desemprego. Procure se informar sobre estes prazos no sindicado, associação de classe ou mesmo no RH da empresa.

FGTS e Seguro Desemprego

Não sendo a demissão voluntária ou por justa causa, estes e outros direitos estarão garantidos. Feito o saque do FGTS é a vez de dar entrada no pedido do Seguro Desemprego.

Atualmente o processo está um pouco mais demorado, uma vez que o índice de desemprego aumentou e as unidades de atendimento (geralmente mantidas pelos governos e prefeituras em convênio com o Ministério do Trabalho) não foram reestruturadas para essa nova demanda decorrente da atual crise financeira que o país atravessa e que tende a ser algo passageiro. Logo, necessário ter um pouco de paciência, o importante é não deixar de dar entrada no pedido do benefício, trata-se de um direito do trabalhador.

Vale observar que para requerer o seguro existem algumas regras, que estão associadas diretamente com a quantidade de benefícios já utilizados versus o tempo de permanência em cada emprego, existe uma tabela definida pelo governo. Referente ao benefício são cinco parcelas iguais e existe um limite máximo indenizável (teto de pagamento mensal). Demais esclarecimentos, condições gerais e as tabelas de prazos e valores estão disponíveis no site:  http://www.mte.gov.br/.

O Currículo

Não existe normativa padrão, regra ou manual para elaborar um currículo, mas especialistas do ramo dão algumas dicas importantes, por exemplo: a) atenção especial com os dados pessoais, tais como: nome, endereço, idade, estado civil, e-mail correto e números de telefones para contatos e recados, importante: estes dados devem compor o cabeçalho; b) informar quais são as áreas objetivos; c) registro das experiências anteriores (últimos empregos), relato da evolução profissional, além das habilidades e conhecimentos, porém de modo sucinto; d) imprescindível também informar grau de instrução e cursos extracurriculares e; e) registo dos resultados obtidos, no caso de ter participado de projetos, de novos produtos ou mesmo na criação e implantação de serviços, além de outras ações que mereçam destaques. O apontamento dos três últimos empregos já basta.

Prudente, mas não imprescindível, elaborar uma carta de apresentação, contemplando o perfil pessoal, escolaridade, especializações e experiências, tudo de modo resumido, pois é introdutório.

Como procurar emprego

Empresa e consultorias especializadas realizam captação de talentos via internet, através de sites próprios ou em portais voltados para o negócio. Nestes sistemas as empresas publicam oportunidades e o candidato, após o cadastramento de seus dados, faz a pesquisa das vagas mais compatíveis com o seu perfil profissional. Os candidatos realizam as pesquisas, utilizando, para tanto, a nomenclatura do cargo ou palavras chaves.

Estes portais estão divididos em três modalidades: a) os que são totalmente gratuitos; b) aqueles que são pagos pelos candidatos que devem fazer a assinatura para utilização do sistema; c) os híbridos, gratuitos e pagos, sendo que ao adquirir um plano o currículo é destacado, ou seja, colocado à frente do gratuito sempre que o candidato se inscrever para uma determinada vaga.

Além dos anúncios de empregos estes ambientes disponibilizam outros serviços, geralmente precificados, que vão da analise do currículo (consultoria) até mesmo a aplicação de testes de perfis e cursos profissionalizantes. Nestes ambientes eletrônicos toda atenção é pouca no momento de realizar o cadastro, vale reservar um bom tempo e separar alguns documentos como: carteira profissional, identidade, CPF, entre outros, tais como: certificados de cursos extracurriculares, documentos de metas e de projetos que oportunamente o candidato tenha participado visando resgatar os resultados e, assim, inserir como experiências e atribuições de destaques. Com isso o currículo terá um melhor conteúdo e, claro, informações confiáveis. Isso vale também para a elaboração do currículo em arquivo de texto.

Estratégia para procurar emprego, criando oportunidades.

Os amigos? Sim, devem ser contatos, não há problema algum enviar um e-mail com o currículo para os colegas que trabalham nas congêneres ou em empresas que possam gerar alguma oportunidade de trabalho. Quem sabe? De repente, as coisas acabam comungando a favor do candidato.

Uma vez identificado os melhores sites para cadastro do currículo, necessário adotar uma estratégia para as pesquisas e candidaturas às vagas disponíveis e compatíveis com o perfil do candidato. Atenção, as empresas costumam inserir as vagas durante o horário comercial, algumas inclusive anunciam até no período noturno e mesmo durante a madrugada. Prudente parametrizar o sistema com as áreas de interesse visando o imediato aviso dos anúncios recém-disponibilizados via e-mail, mas o mais produtivo é ficar online e realizar as pesquisas a cada 10 ou 15 minutos, visando promover candidatura às vagas imediatamente após as publicações, com isso o candidato conseguirá, possivelmente, concorrer juntamente com os primeiros inscritos, aumentando assim as chances de ser pré-selecionado e quem sabe ser convocado para o processo seletivo.

Quanto maior a interação com os sistemas ou sites de empregos, maior são as chances de localizar novas oportunidades, lembrando que o horário comercial é o de maior fluxo de anúncios de vagas. Portanto, a dica é ficar online durante todo o dia, inclusive aos sábado, domingos e feriados, pesquisando constantemente entre um portal e outro. A concorrência está acirrada, afinal o índice de desemprego já beira a casa dos 10% (dez por cento), hoje já está em 7% (sete por cento).

A Entrevista

Existem varias dicas para o momento da entrevista, que vão desde a roupa ideal e qual estilo evitar, o não uso de gírias, a postura ou comportamento frente ao entrevistador, o que falar e o que não falar, como se preparar, enfim, vale consultar alguns especialistas e isso pode ser feito na própria internet, lembrando que estes mesmos sites de empregos oferecem várias dicas importantes e de modo gratuito.

Mas tão essencial quanto as dicas para a entrevista é pesquisar a empresa que está recrutando, sem dúvida demonstrar conhecimento da organização irá surpreender o entrevistador e, com certeza, durante o bate papo haverá a oportunidade de demonstrar que a lição de casa foi feita. Isto posto, vale manter a concentração e ter paciência uma vez que o processo pode ser um tanto moroso, vias de fato, as coisas costumam acontecer no tempo certo. Foco, determinação e confiança são fundamentais, bem como evitar a lamuria (lamentações). Salutar, ainda, apesar das circunstâncias, manter o astral elevado, pois, certamente ajudará bastante a encarar esse momento de transição.


Fonte: Artigos Administradores / Perdeu o emprego? Fique calmo, vamos adotar uma estratégia bacana

Os comentários estão fechados.