Permitam-me errar sozinho e ter o prazer de construir isto com vocês

Permitam-me errar sozinho e ter o prazer de construir isto com vocês

Todo início em nossa vida é repleto de expectativas e sonhos, um novo empreendimento não seria diferente

Todo início em nossa vida é repleto de expectativas e sonhos, um novo empreendimento não seria diferente. Sempre digo que o problema financeiro na empresa é fácil de resolver, e de maneira simples: ou você opta por se sacrificar, faz mudanças significativas e trabalha em conjunto com os seus colaboradores, os instruindo na cultura da sua organização, ou define que não há mais o que fazer e pula do barco! Sim, desiste – temos que saber a hora de desistir ou continuar, c’est la vie.

Ah! Não te contaram, mas no meio do caminho você vai se transformar. Ninguém falou nada porque são coisas que não conseguimos prever direito, o desconhecido assusta blábláblá…, porém, o principal motivo mesmo é que, na maioria das vezes, quando se fala de negócios os interessados só conversam sobre números…

É, meu querido, minha querida, não colocarão na mesa todas as cartas necessárias para você saber que percurso seguir, perspectivas irão aflorar e acordarão e dormirão com sua pessoa e você não saberá bem o que fazer. É um relacionamento a um, é você com você mesmo, e a cobrança é de você para você e o controle de tudo só depende de você para você.

Está disposto? Leia 10 coisas que não te contaram sobre o sucesso de uma empresa e as dificuldades que farão parte do seu dia a dia:

  • Você vai aprender a ser rígido e flexível consigo mesmo;
  • Vai descobrir que a história de ter um monte de psicopata no trabalho é verdade e terá que se tornar um ótimo negociador para saber afastar estas pessoas;
  • Aprenderá na marra a dizer não para si mesmo, amigos, cônjuge, namorado ou namorada, parzinho, familiares, cachorro, gato, vizinhos;
  • Até você formar uma equipe, os seus colaboradores vão te infernizar, entretanto, depois de instituída a equipe – produtiva, com a personalidade da empresa – a sua única tarefa vai ser se tornar um incentivador de sonhos;
  • Você vai ter que aprender a ser justo, e sacar que mesmo assim magoará muita gente;
  • Você vai ter que mostrar ao seu colaborador que ele é valorizado e que nem tudo é só dinheiro;
  • Muita gente vai torcer pelo seu insucesso em silêncio e vão se aproximar querendo te contaminar de alguma forma para que você não cresça;
  • Uma galera vai torcer por ti, obviamente (não em um número expressivo, mas terá uns gatos pingados);
  • Esqueça as palavras feriado e descanso, no começo elas não existiram para você;
  • Você vai ter que equilibrar entre sofrer por antecipação e estar a um passo à frente ao mesmo tempo – na verdade quanto mais passos à frente melhor;
  • Não vai rolar relacionamento de amiguinho com o seu colaborador! Muito dessas coisas que contam é utopia. Você vai ter que mostrar que respeito é primordial e que nenhum colaborador é melhor que o conjunto todo;
  • Você vai ter que mostrar ao seu colaborador que pensar somente no presente não dá futuro e olhar para o passado só se for para recordar de ensinamentos e aplica-los.

Outra coisa: vai ter que estar atento a todos os detalhes, e este foi meu décimo terceiro conselho – se você não percebeu que tinha 12 antes, comece a ser mais atento a partir de agora!

Costumo dizer que quando morrermos, o maior sinal de sucesso é as lembranças que deixaremos nas pessoas, os ensinamentos que ficaram para os nossos filhos, o impacto positivo que foi agregado na vida das pessoas, por isto, temos que estar disposto a mudar para termos um futuro melhor. O pior é que você nunca ficará sabendo, mas quem sabe irá sentir que fez a diferença!

#FicaAdica


Fonte: Artigos Administradores / Permitam-me errar sozinho e ter o prazer de construir isto com vocês

Os comentários estão fechados.