Pesquisa da CNI mostra produção e emprego em queda no início do segundo semestre

Pesquisa da CNI mostra produção e emprego em queda no início do segundo semestre

O indicador da evolução de número de empregados passou de 40,7 em junho para 40,8 pontos em julho

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada hoje (21), mostra que a produção e emprego no setor continuam em queda no início do segundo semestre de 2015. Segundo a entidade empresarial, o índice de evolução da produção ficou em 44 pontos em julho. Pelos critérios da confederação, valores abaixo de 50 pontos significam que há queda na produção.

O indicador da evolução de número de empregados passou de 40,7 em junho para 40,8 pontos em julho. De acordo com a CNI, quanto mais baixo foi o indicador em relação ao parâmetro de 50 pontos, maior é a evolução do desemprego.

A utilização média da capacidade instalada média (UCI) aumentou 1 ponto percentual e atingiu 66% em julho. A CNI informou também o índice de estoques efetivos em relação ao planejado caiu de 53,1 para 52,3 pontos. O indicador – acima de 50 pontos – demonstra estoques elevados em relação à estimativa planejada de produção.

Em agosto, o índice de expectativa para os próximos seis meses sobre a demanda foi 46,3 pontos, o de compras de matérias-primas ficou em 44 pontos, e o de número de empregados alcançou 42,2 pontos, dados que demonstram que os empresários ouvidos pela pesquisa da CNI estão pessimistas em relação à demanda futura.

O levantamento foi realizado entre 3 e 13 de agosto, abrangendo 2.492 indústrias de todo o país. As indústrias pesquisadas, pelo tamanho, dividem-se em 1.028 pequenas, 892 médias e 572 de grande porte.


Fonte: Notícias Administradores / Pesquisa da CNI mostra produção e emprego em queda no início do segundo semestre

Os comentários estão fechados.