Por que empresas abrem e fecham em um piscar de olhos? Qual será o mistério?

Por que empresas abrem e fecham em um piscar de olhos? Qual será o mistério?

Será que o Sebrae está enganado quando que, por meio de pesquisas, afirma que sessenta por cento (60%) das empresas fecham suas portas em até dois (2) anos de atividade? Acho que não!

Bom, vamos lá!

Primeiramente, em época de recessão, ou se preferir – panorama sociopolítico e econômico-financeiro hipossuficiente – temos que ter bastante cuidado ao pensar em empreender, ou mesmo, empregar capital em algum negócio, seja ele em qual segmento for. O erro não pode ser tolerado, salvaguardado em alguns casos que não entram nesta pequena análise.

Será que o Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) está enganado quando que, por meio de pesquisas, afirma que sessenta porcento (60%) das empresas fecham suas portas em até dois (2) anos de atividade. Acho que não! E a principal causa apontada é fácil, é o verdadeiro desconhecimento administrativo, tanto quanto o próprio negócio, business, empreendimento e, que em muitas vezes o target está à deriva ou em condições falimentares.

No campo da Administração quando se fala em empreender, automaticamente pensamos em três (3) letrinhas, o famoso CHA: Competências, Habilidades e Atitudes que um candidato a empresário deve (ou deveria ter) a fim de enxergar um caminho perene, de crescimento e exitoso para o seu negócio. Porém, apenas isso não basta. É muito bonito no campo teórico. Mais objetivamente: não sendo um profissional (com visão de negócio e técnico ou, com equipe técnica que dê a retaguarda necessária) dificilmente terá sucesso em sua empreitada. Por isso, nós Administradores, prestamos consultorias, fazemos pesquisas de mercado, planos de marketing, planejamento estratégico, nos cercando sempre de ferramentas que vão além da simples formação do indivíduo que busca investir em negócio próprio.

O que percebo diariamente ao ver a derrocada das pequenas e médias empresas, por mais “boa vontade” que seus donos ou sócios tenham é a falta de, sobretudo, conhecimento acerca do negócio e seu ambiente, propriedade técnica para gerir quaisquer empresas e ausência de um planejamento mínimo aceitável.               

Uma das ferramentas que nós, profissionais da Administração, usamos para avaliar a viabilidade de um empreendimento, simples, mas que passa ”batida” entre a grande maioria é clássica pesquisa de mercado.

Abaixo, seguem algumas definições que gosto sobre Pesquisa de Mercado:

– Segundo Naresh Malhotra, pesquisa de mercado é “a identificação, coleta, análise e disseminação de informações de maneira sistêmica, com o objetivo de melhorar a tomada de decisão relacionada à identificação e solução de problemas e oportunidades para o marketing“;

– De acordo com Richard L. Sandhusen, pesquisa de mercado é “uma recolha sistemática, registro, análise e distribuição de dados e informações sobre os problemas e oportunidades de marketing“.

Passos elementares para a elaboração de uma Pesquisa de Mercado:

1-    Definição do problema da pesquisa;

2-    Determinação dos objetivos da pesquisa.

É interessante saber que em comunhão com a expertise do interessado, uma pesquisa de mercado bem feita que balizará na sequência o Mix Marketing, ou composto de Marketing, que é: Preço, Praça, Produto e Promoção e, agregando alguns pontos específicos de um Plano Estratégico (é como eu costumo fazer) como por exemplo: as cinco (5) Forças de Porter, para que o novo candidato aos cem (100) mais da Forbes contemple oentendimento puro e pleno do ambiente onde procura se instalar.

Analisando friamente a compilação de dados realizada pela pesquisa, extrapolando para o Mix Marketing que dará plena sustentação mais à frente a um Plano de Marketing, ou mesmo, Business Plan e, ajustando às intempéries do ambiente, podemos sim, desta forma afirmar que o empreendedor (todo e qualquer indivíduo que empreende) terá probabilisticamente condições em atingir o resultado desejado.

Existem por toda a internet diversos modelos “chapados” de Pesquisa de Marketing. A estruturação da mesma tem em muito a ver com o perfil técnico do Administrador que pretende aplicá-la. Se entrarmos na conjectura de como elaborar ou como estruturar uma pesquisa cairemos sem sombra de dúvidas em uma ciranda sem fim. Como trabalhamos com uma “Ciência Social Aplicada”, não podemos em hipótese alguma, para este caso, engessar nossos mecanismos de entendimento de mercado.

Amigos, este foi o primeiro artigo de muitos que virão sobre os temas mais variados da Administração ou Management.

Espero que tenham gostado!

Um forte abraço.


Fonte: Artigos Administradores / Por que empresas abrem e fecham em um piscar de olhos? Qual será o mistério?

Os comentários estão fechados.