Por que muitos entram nas dívidas e nunca mais saem?

Por que muitos entram nas dívidas e nunca mais saem?

As dívidas por muitos são contraídas não por falta de dinheiro, mais sim por força do hábito de comprar fiado

Por que muitos entram nas dívidas e nunca mais saem? Existem mais de 60 respostas para esta pergunta no primeiro livro de educação financeira da PROJEF. Mas, em resumo, queremos informar que o principal motivo é a falta de educação financeira eficaz, que não se ensina nos lares, nas escolas nas igrejas e nem tão pouco nas universidades do nosso país. E por falta desta educação financeira, muitos estão tomando dinheiro emprestado, para pagar dívidas, muitas vezes com juros astronômicos, bem maiores do que já estão pagando na dívida que já têm.
 
O que esta pessoa está fazendo é aumentar sua dívida, pois está querendo sair das dívidas contraindo outra dívida bem maior, e isto acontece por falta de educação financeira eficaz. Por este motivo, apessoa entra cada dia mais e mais nas dívidas e por mais que queira, nunca vai sair. Isto não acontece só com as pessoas, acontece também com as empresas privadas, ou públicas. Alguns governantes podem até estar eliminando a dívida publica externa, quando estão dobrando a dívida interna, e com juros bem mais altos. Quando este estado, ou país vai sair das dívidas? Nunca. Por quê? Porque está cometendo o mesmo erro das pessoas analfabetas financeiramente, pegando dinheiro emprestado para pagar dívidas e muitas vezes, com taxas de juros, bem mais altas do que já pagavam. Pagar as dívidas externas dobrando as dívidas internas não é sair das dívidas, como muitos pensam, mas sim aumentará o endividamento.
 
Também podemos comparar com outras situações. Alimentar milhões de pessoas, por exemplo, sem ensiná-los a ser no mínimo autossustentável não é acabar com a fome: é transformar cidadãos livres em escravos da fome, é transformar cidadãos e jovens trabalhadores, em desocupados e vagabundos. Sem nenhum projeto de vida digna. Do mesmo modo, quem dá dinheiro a milhões de pessoas, sem lhes ensinar a ganhar seu próprio dinheiro, sem criar programas eficazes para estas pessoas.
 
Poderíamos ter mão de obra especializada de que tanto necessita o nosso país e com estes treinamentos eficazes, em no máximo 12 meses, teríamos trabalhadores capacitados. Dar dinheiro a alguém sem que este tenha ganho com trabalho honesto não é distribuição de rendas, é uma transformação dos bons hábitos dos cidadãos honrados. Receber sem ter que trabalhar sem nenhum esforço é o pior hábito que se pode adquirir, é o pior aprendizado que se pode passar para um ser humano.
 
Habituar alguém a ganhar sem trabalhar é o pior erro que se pode cometer contra uma pessoa. É, no mínimo, torná-la inútil para o trabalho, destruindo futuros trabalhadores e mão de obra qualificada. Vejam o exemplo dos animais, exemplos estes mostrados pelo próprio IBAMA. Quando vão soltar um animal que passou muitos anos sendo alimentado sem ter que caçar e adquirir sua própria alimentação, eles o põem em um sistema de aprendizado para que o mesmo possa adquirir os hábitos, naturais, de caçar a sua própria alimentação, do contrário morreria de fome ao ser solto no seu habitat. Porque? Será que seria por falta de recursos alimentares no seu novo ambiente natural? Com certeza não, a morte se daria porque havia sido tirado daquele animal as habilidades de caçar, pescar, enfim, de ser auto sustentável.E não é isto que estão fazendo com os homens? Quando estão dando peixe para eles sem ensiná-los a pescar?
 
Se você quer dar peixe hoje ao homem que está faminto, parabéns, mas não se esqueça de ensiná-lo a pescar para que o mesmo seja independente e pesque o seu próprio. Educação é o principal instrumento do qual as sociedades organizadas se servem para se manter, reproduzir e se desenvolver em todos os níveis. Educação financeira eficaz é o único instrumento capaz de eliminar as dividas definitivamente, e construir a prosperidade sustentável.


Fonte: Artigos Administradores / Por que muitos entram nas dívidas e nunca mais saem?

Os comentários estão fechados.