Postura improdutiva: reclamar

Postura improdutiva: reclamar

Sem desconsiderar o que está acontecendo no Brasil e no mundo, estamos vivendo um momento de desafios sim

Sei que o cenário é de desafios e para alguns é de crise mais interna do que externa.

Sem desconsiderar o que está acontecendo no Brasil e no mundo, estamos vivendo um momento de desafios sim.

Isso faz parte da vida e nossa evolução é feita de desafios e de crises, agora sair pela empresa reclamando ou na vida ficar reclamando do governo, da crise  ou do mundo é algo nocivo para sua carreira.

Novamente vou lembrar que a nossa linguagem programa é o nosso ” cérebro” e vice versa, essa é a beleza do nosso funcionamento interno, há uma simplicidade dentro da complexidade da mente.

Podemos alimentar nossa mente, hoje temos vários estudos mostrando o quanto evoluímos em gestão com a ajuda da meditação, visualização criativa, hipnose corporativa para negociação, programação neurolinguística corporativa e a neurociência com todas as suas fantásticas descobertas auxiliando a vida profissional e executiva.

E como sou uma propagadora destes métodos é natural que eles me despertem a atenção para perceber o que fazemos na rotina da vida corporativa. 

E reclamar é uma atitude quase que naturalmente aceita em algumas Culturas Corporativas, como se o cenário externo pudesse determinar nossa atitude como uma justificativa.

Lógico que respondemos ao cenário externo também, agora podemos agir diante de tantas oportunidades que um cenário as vezes conturbado oferta.

Quantas pessoas lidam com a crise como um estímulo para ver com amplitude o que nem todos estão observando e,  com essa visão construir uma oportunidade?

Você pode ter esse filtro no seu olhar e isso certamente muda a forma de se comunicar.

Um profissional quando passa a reclamar mais do que mostrar sua ƒé em construir gera uma impressão desconfortável. Ter fé em buscar entregar o seu melhor a cada dia tira o foco de ficar reclamando.

Por que a reclamação é tão incômoda?

Por uma simples razão, a reclamação é uma atitude  infantil! Quando alguém reclama  demonstra que sente ser diferenciado ou inconformado com o que acontece, portanto acredita ter privilégios para reclamar ao invés de agir.

Aliás espera que alguém aja por ele!

Basta pensarmos em nossa situação política, reclamamos porém agimos ainda pouco!

Agir demanda, construir um objetivo claro, definir uma estratégia e monitorar resultados e ter alternativas, além de muita determinação.

Reclamar é colocar a responsabilidade em outras mãos e, esperar que alguém faça algo, o que demonstra inabilidade para lidar com situações de adversidade. E sabemos que um profissional para desenvolver com sucesso sua carreira é saudável que saiba lidar com adversidades, por isso transformar essa atitude é fundamental para ter uma carreira promissora.

Para transformar um padrão mental o primeiro passo é ter FOCO e definir como agir da próxima vez, ao invés de reclamar do que você pode fazer para agir produtivamente e desenvolver novas competências!


Fonte: Artigos Administradores / Postura improdutiva: reclamar

Os comentários estão fechados.