Professor larga sala de aula para compor hits sertanejos e chega ao topo das paradas

Professor larga sala de aula para compor hits sertanejos e chega ao topo das paradas

Criticado pelos colegas de curso, Vinicius Poeta afirma que ganha muito mais escrevendo músicas para cantores famosos do que ensinando

Quando se trata de escolhas profissionais, cada um sabe de si. Mas, na vida real, o que deveria ser nem sempre é, e as pessoas gostam de questionar decisões alheias, mesmo quando o assunto nada têm a ver com elas. Vinicius Poeta, de 28 anos, sofreu esse tipo de escrutínio no curso de Letras da Universidade Federal do Ceará, quando seus colegas descobriram que ele compunha músicas para artistas sertanejos. Segundo reportagem do G1, Vinicius ouvia comentários do tipo “por que ele estuda tanto para fazer essas ‘porcarias para o povão’?”.

Primeiro lugar nas paradas de sucesso no país, o hit Aquele 1%, que bombou nas vozes da dupla Marcos & Belutti em parceria com Wesley Safadão, é de autoria de Vinicius juntamente com o ex-aluno Benício Neto. Com mais outros dois compositores, Júnior Gomes e Vini Show, Vinicius e Benício formam o quarteto Seu Hit, que já contabiliza 100 músicas de forró e 50 de sertanejo gravadas. Entre os clientes do grupo, estão nomes de peso do sertanejo como Fernando & Sorocaba, Jorge & Mateus, Gusttavo Lima e Henrique & Juliano.

Durante a faculdade, além de estudar e ensinar português, Vinicius compunha forró e sertanejo, e por isso era criticado. Ouvia piadinhas e recebia olhares de julgamento, segundo conta. “Eram pessoas ignorantes que achavam que existia um tipo de elite. Como se eu não pudesse dançar forró e sertanejo sendo formado em Letras”, disse ao G1.

Depois de formado, ele se deu bem como professor, tornando-se até coordenador do colégio Maria Ester II, onde estudou quando criança. Por não conseguir conciliar a coordenação com a demanda das duplas sertanejas e bandas de forró, Vinicius precisou escolher, e terminou se rendendo completamente ao meio musical.

Sobre a diferença de salário, ele prefere não comentar números, ressaltando apenas que agora vive melhor . “Não dá para calcular a diferença, não gosto nem de falar. Ganhava até bem na escola, por ser coordenador, mas música dá uma estabilidade financeira muito louca”, contou ao G1. Segundo levantamento da Crowley, o mais novo hit, “Aquele 1%” lidera há três semanas a lista das mais tocadas nas rádios do Brasil. “A lição que fica é a de fazer o que gosta. Estou dando certo porque eu não liguei para os comentários”, conclui Vinicius, certo de sua escolha profissional.


Fonte: Notícias Administradores / Professor larga sala de aula para compor hits sertanejos e chega ao topo das paradas

Os comentários estão fechados.