Seguro fiança: as razões da preferência

Seguro fiança: as razões da preferência

Imobiliárias e locadores tem preferido a contratação do seguro fiança, em razão da maior segurança em relação à fiança e o depósito caução

O seguro fiança locatícia tem sido a garantia preferida dos locadores.

Em caso de inadimplemento dos alugueis, o proprietário recebe os respectivos valores da seguradora, no lugar de depender do pagamento do fiador. Em simples palavras, ocorre uma substituição.

A troca parece extremamente vantajosa, qual seja, uma seguradora de confiança substituindo uma pessoa desconhecida, que não se sabe se arcará com eventual inadimplemento.

Por vezes, ocorre que, havendo inadimplemento do inquilino (locatário), o fiador deixa de quitar o débito. Assim, o locatário passa a sofrer diversos transtornos, como a necessidade de contratação de um advogado para o ajuizamento da ação de cobrança e despejo.

Ressalte-se que, as ações judiciais no Brasil costumam ser demoradas. Como se não bastasse, após toda a espera, não há certeza de que o credor, ao final, receberá os valores.

Quanto ao depósito caução, sabe-se que, na maioria das vezes, o valor é insuficiente para cobrir os meses atrasados, multas e danos no imóvel, também considerando aqueles meses que o locador deve aguardar, até a decretação e cumprimento do despejo.

Por tais razões, imobiliárias e locadores tem preferido a contratação do seguro fiança, impondo tal condição aos pretensos inquilinos.

Lado outro, a concorrência entre as seguradoras costumam ensejar ofertas ainda mais vantajosas ao segurado, como coberturas de danos ao imóvel, serviços de reparos, além de sorteios.

Por fim, as imobiliárias optam pela modalidade de seguro fiança, também, em razão da garantia de recebimento em dia da taxa de administração, bem como mais agilidade no fluxo operacional.


Fonte: Artigos Administradores / Seguro fiança: as razões da preferência

Os comentários estão fechados.