Sem monitoramento, sem rumo, sem visão e sem futuro

Sem monitoramento, sem rumo, sem visão e sem futuro

A gestão empresarial precisa de mais atenção aos controles

Se você não mudar sua estratégia não vai acontecer. Pense que você tem de fazer uma viagem de carro com previsão de percorrer 400 quilômetros. Detalhe, nenhum marcador do veículo (Velocímetro, combustível, óleo…) está funcionando. Se deparando com tal realidade você muito provavelmente não viajará. Afinal sente insegurança em percorrer tamanha distância sem bom acompanhamento da condição do veículo.

Pois bem, numa empresa não é muito diferente. Boa parte das empresas percorrem viagens ainda mais desafiadoras às escuras. Não sabem o total de custos variáveis, de custos fixos, a margem de contribuição e muito menos resultados operacionais e ponto de equilíbrio que podem indicar se a organização está sendo conduzida bem ou para um despenhadeiro.

Muitas empresas não sabem nem mesmo entender o ciclo operacional que envolve a relação do prazo de pagamento aos fornecedores, prazo médio de estocagem e o prazo médio de recebimento que pode exigir uma certa intensidade de capital que, sem tal base, fica obscura.

É muito comum se deparar com gestores que dizem que conhecem a empresa como a palma da mão. Na realidade muitos mal conhecem as rugosidades da própria mão e a probabilidade de saber o andamento da empresa sem bom monitoramento do que está ocorrendo na empresa, algo que com boa orientação e boas ferramentas de possível é possível mudar.

Daqui para frente não será difícil acompanhar casos de empresas que fecharam as portas e os donos nem entenderam os motivos. Afinal a escassez de recursos exige melhorias na administração e acreditar que apenas a intuição resolve tudo pode ser um perigo.

Gestores modernos estão inteirados dos indicadores essenciais da empresa, principalmente baseados no Balanced Scorecard que nem sempre são inacessíveis. Estes gestores têm plena interação e liderança com a equipe sabendo o que deve ser efetuado e como serão as ações para o alcance de metas, geralmente anuais.

O atual momento exige cautela, ousadia e visão. A crise é positiva para quem vê nela oportunidades e pode ser um desastre para quem só percebe os aspectos negativos gerados por ela. O fato é que tem gente que ganha dinheiro e se desenvolve com ela. Já definiu sua opção de   futuro e de gestão?

 Marcelo Silveira Dalle Teze – Palestrante e consultor empresarial marcelo@aliados.net.br  www.heip.com.br


Fonte: Artigos Administradores / Sem monitoramento, sem rumo, sem visão e sem futuro

Os comentários estão fechados.