Seu sucesso depende dos seus pensamentos

Seu sucesso depende dos seus pensamentos

Os pensamentos antecedem as emoções a as ações, torna-se hábito. Pensamentos positivos, hábitos positivos. Exercícios mentais, como a seguir, nos ajudam a ter ações mais produtivas

Vivemos na Era do Conhecimento e da Informação. Os noticiários, as publicações e os estudiosos reforçam cada vez mais este momento. Tal momento nos exige, entre outras características, a capacidade de “aprender a aprender, desaprender e reaprender.” As tecnologias têm nos permitido conhecermos novas galáxias e planetas, avançarmos em tratamentos e curas de determinadas enfermidades, pesquisarmos e conhecermos cada vez mais as estruturas cerebrais e corporais, assistirmos vídeos em 3D, andarmos em carros híbridos, enfim, percebe-se o quanto o desenvolvimento tecnológico avançou em diversas áreas do conhecimento.

Entretanto, apesar do grande avanço da tecnologia, não conseguimos progredir na mesma proporção em termos de autoconhecimento (conhecimento de nós mesmos). Estranho à reflexão? Então pense: quantos anos de estudo escolar (acadêmico) você tem? Quantos cursos voltados para o seu ofício ou para o mercado de trabalho você já fez? É provável que tenha feito vários ou conheça pessoas próximas a você que possuam anos de estudo. Não há dúvidas que a educação formal contribui de forma significativa para o sucesso.

Por outro lado, em todos esses anos de estudo (formal ou informal) e aprendizado, quantos cursos (ou leituras) você fez sobre autoconhecimento? E sobre automotivação ou autocontrole? Você saberia, neste exato momento, listar com segurança suas qualidades como pessoa e profissional? Teria facilidade de falar sobre seus sonhos e como pretende conquistá-los? Conseguiria dizer qual foi a sua última meta que traçou e conquistou? O que realmente te motiva?

Caso tenha conseguido responder as questões acima com convicção e sem hesitar, considere-se uma pessoa privilegiada. São poucos o que conseguem, com facilidade, se conhecerem de forma profunda.

Estudos científicos relacionados ao Coaching sobre a importância do autoconhecimento reforçam a relação deste com o sucesso e com a felicidade.

Conforme propõe o Psicólogo e PhD Hendrie Weisinger em seu livro Inteligência Emocional no Trabalho (p. 26), na autoconsciência, você “[…] precisa primeiramente compreender o que o faz agir como age, antes de começar a alterar seu comportamento em busca de melhores resultados. Precisa compreender aquilo que é importante para você, à maneira como experimenta as coisas, o que quer, como se sente e como se dirige aos outros”.

Tratando-se de forma mais prática sobre o tema autoconhecimento e pensamento, o processo de coaching (ou literaturas de coaching relacionadas) contribuem de forma significativa para o autoconhecimento, aumentando os pensamentos mais positivos e produtivos.

Ainda, buscando mais prática do que teorias neste artigo, convido você para fazer o DESAFIO abaixo de coaching para que possa entrar em contato com os seus sonhos e metas, bem como seu potencial latente. Vamos lá? Está preparado e concentrado para conhecer uma das ferramentas do coaching?

O desafio a seguir é uma adaptação da metodologia de coaching proposto pela Sociedade Brasileira de Coaching, que tem como fundadores, Villela da Matta e Flora Victoria, ambos Master Coaching e com larga experiência nacional e internacional. O exercício é pautado nos trabalhos de Anthony Robbins.

Como sugestão, o exercício será mais produtivo se for feito com uma pessoa próxima, alguém que poderá te apoiar e incentivar. Você faria as perguntas para ela e ela para você. Anote as respostas e reflita se por trás das respostas há “pensamentos fortalecedores” ou “não”. Tal exercício, para maiores resultados, não substitui a utilização de um coach profissional.

DESAFIO

  1. Sente-se em um lugar confortável, com os pés plantados no chão, com a coluna reta e faça algumas respirações profundas (respiração diafragmática; respiração que usa a barriga e não o tórax). Sinta os ombros, as pernas e o restante do corpo relaxarem. Concentre-se!
  2. Lembre-se de seus sonhos e objetivos! Pode ser no campo pessoal ou profissional. Se permita! Sonhe!
  3. Quais são seus maiores sonhos? Se pudesse escolher um que acha que contribuiria para realizar os outros sonhos, qual escolheria?
  4. Reflita se o sonho que escolheu é específico, mensurável, alcançável, relevante para você e se possui um prazo para atingi-lo (dias, semanas, meses, anos).
  5. Ainda com esse único sonho mentalizado anteriormente, supondo que tenha conquistado agora, como se sente? Quais são suas emoções e sentimentos frente à conquista do sonho? Tente levantar o maior número de detalhes possíveis da situação de conquista do sonho, como: pessoas, cheiro, local, aplausos, saudações, olhares de admiração, felicidade, etc. Fique algum tempo mentalizando o momento glorioso de ter conquistado o seu sonho!
  6. Agora reflita e imagine: o que você ganhou (prazeres/motivações) ao realizar o sonho? O que sentiu (emoções) ao ter imaginado a conquista do sonho? Por que é tão importante esse sonho para você?
  7. Que evidências apareceram em sua mentalização que fez você ter certeza que conquistou aquele sonho?
  8. Agora, o que está impedindo você de realizá-lo? Onde estão as suas limitações? Quanto tem te custado não ter conquistado ainda o sonho (objetivo) definido? E no futuro, se não fizer nada para alcançá-lo, quanto lhe custará?
  9. Quais são seus pontos (conhecimentos, habilidades e atitudes) que precisam ser melhorados e que contribuirão para a conquista do seu sonho?
  10. Quais são suas qualidades, forças, virtudes e talentos que lhe ajudarão na busca do seu sonho e/ou melhorar os seus pontos fracos?
  11. O que você poderia fazer agora para mover-se de forma mais rápida em direção ao seu sonho (objetivo), já que este é tão importante para você? O que você poderia melhorar ou desenvolver para aproveitar melhor seu talento e as oportunidades? O que você poderia fazer para que esse sonho (objetivo) dependa de você e do seu comprometimento?
  12. Com base no seu sonho e nas reflexões acima, trace um plano de ação para atingir de forma eficaz o objetivo definido nas primeiras questões. Neste momento, é definido como será atingido o objetivo, bem como as estratégias (formas de conseguir), ações (passo a passo; etapa por etapa) e recursos necessários (do que você precisa, inclusive conhecimentos, habilidades e atitudes). Registre tudo e combine com a pessoa que fez o exercício com você para um incentivar o outro!

Talvez, no início, você fique com uma certa desconfiança do exercício de coaching ou tenha dificuldades de responder as questões, o que seria natural, afinal, conforme comentamos no início deste artigo, não somos preparados para desenvolvermos o nosso autoconhecimento. Entretanto, a prática do autoconhecimento por meio de metodologias validadas cientificamente se revelaram determinantes para o sucesso e para a felicidade em sua essência.

REFERÊNCIAS

Rio Coaching. Palestra <http://land.riocoaching.com.br/topselect/201190/>.

CARNEGIE, Dale. Como fazer amigos e influenciar pessoas. Trad: Fernando Tude de Souza. Ed. 50. São Paulo: Companhia Editora nacional, 2002.

DE OLIVEIRA, Pérsio Santos. Introdução á sociologia. São Paulo: Ática, 1999.

O`CONNOR, Joseph; SEYMOUR, John. Introdução à programação neurolinguística: como entender e influenciar pessoas. Trad: Heloísa Martins-Costa. Ed. 5. São Paulo: Summus, 1995.

MATTA, Villela da; VICTORIA, Flora. Personal & Professional Coaching: livro de metodologia. São Paulo: SBCoaching Editora, 2014.

PEASE, Barbara; Allan. Desvendando os segredos da linguagem corporal. Trad: Pedro Jorgensen Junior. Rio de Janeiro: Sextante, 2005.

PhD WEISINGER, Hendrie. Inteligência emocional no trabalho. Trad: Eliana Sabino. Rio de janeiro: Objetiva, 1997.


Fonte: Artigos Administradores / Seu sucesso depende dos seus pensamentos

Os comentários estão fechados.