Sua empresa dispõe de um bom planejamento financeiro?

Sua empresa dispõe de um bom planejamento financeiro?

Um bom planejamento financeiro é a ferramenta necessária para gerenciar a crise de sua empresa, seja ela pequena, média ou grande porte. O gestor é capaz de conseguir gerar as finanças sem dificuldades, pois o planejamento é um mapa a ser seguido.

Um bom planejamento financeiro é a ferramenta necessária para gerenciar a crise de sua empresa, seja ela pequena, média ou grande porte. O gestor é capaz de conseguir gerar as finanças sem dificuldades, pois o planejamento é um mapa a ser seguido.

 É aqui o grande diferencial das empresas que conseguem estar de pé diante da crise econômica, isto por que a empresa esta preparada para assumir os papeis das dificuldades em que se encontra. Alguns empreendedores sentem dificuldades de gerir a própria finança empresarial pois tem dificuldades das ferramentas e a falta do conhecimento dessa gestão acabam deixando de lado o uso, aí o grande hábito de dizer: “empurrando com a barriga”.

Finanças não se empurra com a barriga, é preciso de gestão com determinação e continuidade. Imagine você estar em um pequeno barco perdido à deriva do oceano, a bordo um tigre, você sem bússola, sem mapa, sem rota… É lembrou do filme “As aventuras de PI” né? Pois é, as empresas sem gestão financeira se dispõe a esta situação, aí é preciso um planejamento financeiro adequado para gerir as necessidades e se precaver dos imprevistos reduzindo os riscos que se dispõe por falta de gestão.

O planejamento financeiro consiste, na gestão da empresa, o estabelecimento das diretrizes de receitas, despesas, custos, investimentos, pagamentos e recebimentos de forma previstas. Dependendo do nível a empresa estabelece de acordo sua necessidade e prioridade.

Inicialmente quando a empresa se preza de um planejamento ela se preocupa com o Caixa. Planejar o caixa acaba sendo complicado quando os volumes de entradas e saídas são altas e exige varias fontes e prazos. Intermediariamente as empresas projetam tanto o caixa quanto o resultado economico da empresa, dando assim a abertura da visão da eficiencia. Em um nível mais avançado de planejamento a gestão do custo é estabelecido com adequação de cada produto, mercadoria ou serviço dando ênfase no resultado economico e gerando ganho/perdas pela empresa.

Essas gestão determinadas são cada vez mais intensas e geradores de informações principais da empresa para o empreendedor. O planejamento fundamentaliza isto, a previsão dos valores onde a empresa deve seguir e gerenciar para não se perder nas finanças empresariais. Mas cuidado! Há varias formas de fazer isto e as mais comum de elabora um planejamento errado é:

Planejar sem ter tempo:

Quem deseja planejar acaba sempre desistindo por falta de tempo. No dia-a-dia o pequeno empresario por exemplo acaba se envolvendo com a operacionalidade de seu negócio e mal consegue parar para gerir esta papel financeiro, o consultor financeiro é uma excelente escolha para ajudar ao empreendedor a estabelecer metas e regras para que consiga gerir as finanças empresariais. No caso da assessoria o empresario pode procurar o prestador de serviço que possa por a mão na massa por ele, este o cuidado é muito importante quando se trata de confiança.

Planejar sem gostar de planejar:

O empreendedor criativo esta vinculado aqui, ele consegue pensar em tudo na empresa que se trata de gestão da inovação, mas não consegue gerir o financeiro, planejamento então… nem se fala. É ideal a prestação de serviço de um consultor para auxilio dessa gestão, visto que nessa parte o consultor acaba se tornando um orientador para que o empresario “fique com o pé no chão”.

Planejamento baseado em estimativa sem conhecimento:

Conhecer a finança é fundamental, algumas pessoas estabelecem valores e parametros errados baseados no achismo ou até na imaginação. Por exemplo: Estabelecer valor de energia eletrica do Mês de agosto fixado de R$ 1.900,00, sendo que a média de gasto da empresa esta sempre em torno de R$ 200,00. Esta diferença favorece a variação do controle dando uma imagem positiva irrisória. O ideal é que os valores são projetados mais justos possivel, imagina se fosse ao contrário, que susto seria?

Planejamento com base na média:

É muito comum o uso, anteriormente os valores gerados na média normalmente da uma sensação de tranquilidade, só precisa de tomar um cuidado básico, os sazonais! Estes normalmente não estão sinalizados como comum aí a média acaba sendo errado. Deve estabelecer o planejamento com os sazonais conforme planejamento empresarial.

Planejamento sem controle:

Planejar não é fácil deve se ser pensado e meticuloso o que se torna cada vez mais fundamental o uso. Planejar sem controlar é o mesmo que perder tempo. Já pensou estabelecer um planejamento empresarial e depois fazer o engavetamento. A sensação que dá é de perda de tempo. O uso é fundamental, a ferramenta excel da liberdade de planejar e inserir colunas com acompanhamento do orçado x realizado e vierificando as variações do planejamento e executado, classificando-o como favorável e desfavoravel. Sendo um facilitador de tomada de decisões.

O empreendedor deve saber planejar bem seu negócio antes que outro faça isso por ele, imagina os fornecedores, bancos, clientes e concorrentes dominando suas finanças? Pois é… da medo não é? É infalível que isso precisa ser gerido para que controle tanto a vida empresarial quanto as circunstância econômicas no meio que a empresa se encontra. Portanto a dica para o empreendedor é que fique atento as finanças da sua empresa, pequenas fecham por falta de controle e planejamento, grandes passam dificuldades e perdem boa parte do seu patrimônio e estão sujeitos a fechar as portas também, o ambiente economico mostrou algumas que sofreram este “drama economico” ou “drama financeiro”, Não deixe sua empresa correr o mesmo risco.


Fonte: Artigos Administradores / Sua empresa dispõe de um bom planejamento financeiro?

Os comentários estão fechados.