Trabalhadores dos Correios ameaçam parar em São Paulo

Trabalhadores dos Correios ameaçam parar em São Paulo

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) se manteve irredutível em não apresentar uma proposta que contemple as reivindicações dos trabalhadores

Os funcionários dos Correios em São Paulo realizam hoje (15), às 19h, uma assembleia para decidir sobre paralisação a partir das 22h. Eles cobram atendimento à pauta da campanha salarial de 2015, além de reposição da inflação, 10% de aumento real e reajuste no benefício de alimentação.

O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos (Sintct-SP), participou sexta-feira (11), em Brasília, da reunião de mediação no Tribunal Superior do Trabalho (TST) e afirmou, em nota, que “a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) se manteve irredutível em não apresentar uma proposta que contemple as reivindicações dos trabalhadores”.

De acordo com o sindicato paulista, a realização de concurso público, a ampliação de medidas de segurança para os trabalhadores e participação nos lucros também ficaram sem respostas.

Após a reunião no TST, a proposta incluiu reajuste salarial zero, com gratificação de R$ 150 mensais a partir de agosto, e mais R$ 50 a partir de janeiro de 2016, até o fim da vigência do acordo coletivo, ou seja, agosto de 2016. Segundo nota dos Correios, haverá “incorporação de 25% dos R$ 200 em agosto de 2016”. Essa última proposta inclui também reajuste de 9,56% nos benefícios.

Na nota, o sindicato reiterou a preocupação de que esse percentual não seja incorporado aos salários, afirmando que “o grande problema é que só há previsão de incorporação de R$ 50 aos salários, o restante continuaria ‘por fora’ indefinidamente, e poderia acabar sendo retirado pela empresa”.


Fonte: Notícias Administradores / Trabalhadores dos Correios ameaçam parar em São Paulo

Os comentários estão fechados.