Troca de impressora fiscal para NFC-e

Troca de impressora fiscal para NFC-e

O prazo para a adequação da NFC-e está terminando! Confira tudo o que você precisa saber sobre o tema, aqui!

A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) é uma alternativa às notas fiscais que conhecemos hoje – emitida pelo estabelecimento comercial para o para o consumidor final. Esse ano, estabelecimentos serão obrigados a trabalhar com esse tipo de nota, que traz vantagens e facilidades para empresários, consumidores e Governo. Confira mais sobre essa novidade e das adaptações que ela necessita, como a troca de impressora fiscal para NFC-e.

O que é NFC-e?

É o substituto do cupom fiscal comum que recebemos no supermercado, em lojas de roupas, padarias, enfim, na maioria dos estabelecimentos comerciais – que emitem o  cupom fiscal emitido por ECF e nota fiscal modelo 2 de venda a consumidor. A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (também chamada de NFC-e modelo 65)  é uma alternativa 100% eletrônica ao papel; ela visa trazer mais agilidade, transparência e economia.

Ao realizar uma venda, a máquina da loja lê o código de barras do produto e envia as informações da transação imediatamente, via Internet, direto para Secretaria da Fazenda. A Secretaria, por sua vez, envia outros dados para o estabelecimento comercial. Esses dados são armazenados exclusivamente de forma digital e em tempo real.

Ou seja, para comércios e Governo, tudo passa a ser digital, o que traz mais economia (de dinheiro, tempo e também de papel, o que é ecologicamente correto) e rapidez. Já o consumidor, no lugar daquela nota de papel conhecida, passa a receber o DANFE_NFC-e (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica). Ele pode ser impresso (de forma resumida ou completa, de acordo com a preferência do consumidor) ou então enviado para o e-mail do consumidor.

No DANFE_NFC-e constam todas as informações da compra além da chave de acesso e do QR-Code, que permitem ao consumidor conferir todas mais informações fiscais sobre o negócio que acabou de fazer, tendo assim mais transparência e segurança de que foi uma compra legal e de que a loja paga todos os seus tributos, por exemplo. Mais informações podem ser adquiridas no portal da NFC-e.

Como será a obrigatoriedade da NFC-e

Os estabelecimentos que deverão emitir a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica são aqueles que realizam operações comerciais de venda, presencial ou para entrega em domicílio, para consumidor final (pessoa física ou jurídica), em operação interna ao Estado e sem possibilidade de geração de crédito de ICMS ao adquirente.

Até o dia 31 de junho, a obrigatoriedade é para todas as empresas que atuam nesse prospecto e que possuam faturamento de R$ 360.000,00 (ou que estejam iniciando suas atividades). A partir do dia 1º de julho, a NFC-e será obrigatória para todos os estabelecimentos que promovam operações de atividade de comércio varejista. No entanto, podem existir peculiaridades dependendo de cada unidade federativa, por isso, consulte a Secretaria da Fazenda do seu estado:

Portanto, com o prazo de adequação acabando, as empresas precisam se adaptar a esse novo sistema – mais ágil, seguro, transparente e barato. E muito dessa redução de custo se deve à mudança da impressora fiscal para a impressora de NFC-e.

Vantagens da impressora não fiscal para NFC-e

Os principais pontos positivos do novo sistema da NFC-e é a substituição das impressoras que ela irá gerar. Os novos modelos, conhecidos como não fiscais, trazem muito mais flexibilidade e agilidade para os comerciantes, pois possibilitam que caixas sejam abertos, fechados e reabertos conforme a necessidade do estabelecimento comercial – ao contrário das antigas impressoras fiscais, com regras de funcionamento restringidas pelo Fisco.

Além disso, esse novo modelo tem um preço menor e não demanda um tipo de papel específico, que gera mais custos ao empresário. Ou seja, com a impressora não fiscal para NFC-e é possível economizar gastos e ter mais rapidez na realização das vendas – o que, claro, também é muito positivo para os consumidores.

Esse post foi uma colaboração da equipe de redação da Automatech.


Fonte: Artigos Administradores / Troca de impressora fiscal para NFC-e

Os comentários estão fechados.