Uma boa foto para a assessoria de imprensa

Uma boa foto para a assessoria de imprensa

Saiba como obter uma imagem em alta resolução, qual a importância para o trabalho e porque os profissionais da comunicação batem tanto nesta tecla

Tem cliente que arrepia quando o assessor de imprensa cobra as tais imagens em alta resolução. Isso porque muitos não fazem ideia de sua importância dentro do processo de comunicação – e também no processo de impressão –, muito menos como tirar uma. Então, antes mesmo de começar esta argumentação, é válido assumir que as falham ocorrem por parte de todos os envolvidos: dos veículos, que anseiam por imagens profissionais sem produzi-las; dos assessores, que em alguns casos não são claros sobre a necessidade e não ajudam o cliente a obter fotos perfeitas; dos clientes, que desconhecem técnicas e truques e acham que “foto é foto, e ponto”, sem designar tal trabalho a profissionais-há casos que dão certo e outros nem tanto. Em meio à polêmica uma coisa é certa: se você quer sair bem na mídia, elas são necessárias. 

As tão cobradas “fotos em alta” vão ajudar o jornalista – principalmente de veículos impressos – a contar a história de sua matéria. Estas devem estar com 300 dpis, resolução mínima de 1 megapixel – sendo 2.1 o ideal – e salvo nos formatos JPG, PNG ou PDF. Se você não está familiarizado, com certeza não entendeu nada. Te explico.

O DPI (“dot per inch”ou pontos por polegadas) é a densidade de pixels de uma imagem. Sua urgência está relacionada ao tamanho que será impressa – quanto maior, melhor, pois o resultado ficará mais nítido e próximo da realidade do que está sendo retratado. Basicamente, o segredo de obter uma fotografia neste formato está na necessidade do clique com a configuração máxima do celular ou máquina. “Ah, tenho uma foto aqui, consigo salvar em alta?”. Há programas que fazem essa conversão, mas como originalmente ela não com estava com a resolução boa, o seu tamanho de polegadas será compactado. Ou seja, se o destino da impressão for um espaço grande, esse “jeitinho brasileiro” não valerá de nada, pois você diminui o “tamanho” dela. Resumindo, sabe quando a gente vê uma impressão um tanto quanto craquelada, granulada ou embaçada? Muito provavelmente foi feito esse truque, não recomendado para casos relacionados à imprensa.

A recomendação de resolução mínima de 1 Mb é porque não pesa no computador e já está perto do mínimo exigido, e, muito provavelmente, dará certo. Em relação aos formatos, minha indicação deve-se ao fato de que eles são os mais comuns e aceitos pelos softwares de edição e visualização. 

Vale lembrar que a foto ideal precisa de muito mais que a resolução e o formato perfeitos. Por isso, antes mesmo de salvar e dos cliques, atente-se a alguns detalhes:

Fundo da foto – o produto ou o porta-voz está lindo, mas ao fundo é possível ver outras marcas, bagunças de todos os tipos e afins. Não é preciso dizer mais nada, certo?

Posicionamento – antes de tirar a foto, pense na mensagem que deseja passar. Fotos motivacionais seguem um padrão, executivas também. Seu negócio é despojado, solte-se, mas não esqueça que ela vai representar você e o seu negócio. Sugiro buscar referências e caprichar na escolha das roupas, por exemplo.

“Muletas” – evite encostar o quadril em móveis ou segurar cadeiras e mesas. Essas poses podem dar a sensação de que “você precisa de apoio”.

Micro estampas e listras finas – cuidado. Elas podem dar uma sensação de vertigem. Peças lisas ou com estampas maiores são mais indicadas para que sua camisa não chame mais atenção do que a mensagem que deseja passar. 

Manutenção – você tem fotos perfeitas, produzidas por profissionalhá anos. De lá para cá, você perdeu uns fios de cabelos, a balança já acusa uns quilinhos diferentes e o que está retratado ali já não condiz com sua imagem atual. Lembre-se que por mais que pareça bobagem, quando o leitor deparar-se contigo, muito provavelmente não vai te reconhecer. Atente-se ao timing de atualização para realizar novas imagens.  

Se possível, contrate um profissional. É um investimento que vai dizer muito sobre você e sua empresa em publicações que serão vistas por incontáveis pessoas. Vale o desembolso.


Fonte: Artigos Administradores / Uma boa foto para a assessoria de imprensa

Os comentários estão fechados.