Vale a pena ser honesto?

Vale a pena ser honesto?

Não há dúvidas que a maioria das pessoas que vive neste planeta entende que honestidade é a melhor política, mas talvez poucos compreendam por que isto é verdade. Portanto, é importante esclarecer por que a desonestidade, apesar de comum, não é o melhor negócio

Participar ocasionalmente de ações desonestas parece não ter muita importância atualmente. Uma pequena mentira branca é considerada totalmente inofensiva e incapaz de criar ramificações duradouras. Entretanto, a verdade é que o indivíduo desonesto está escondendo coisas, não só de si mesmo, mas dos outros também, e essas coisas não podem se manter escondidas por si mesmas.

O efeito dominó do comportamento desonesto pode ser percebido quando consideramos como que uma pequena mentira pode causar que um indivíduo tenha que se lembrar de uma realidade alternativa. Se em alguma ocasião, aquela mentira corresse o risco de ser exposta, o mentiroso se sentiria impelido a evitar isso com outra mentira. E este padrão continua indefinitivamente, pois o indivíduo sofre para manter suas próprias mentiras, se enrolando cada vez mais no seu rodamoinho de desonestidade.

Outro comportamento desonesto, como tomar algo para si que não lhe pertence, pode também se tornar uma fonte persistente de problemas para o indivíduo, porque ele fica constantemente preocupado se será descoberto e pego. Isso pode fazer com que se sinta insatisfeito e até ameaçado por outras pessoas a seu redor, e assim, ele se afasta dos demais.

Uma pessoa desonesta pode pensar que está cortando caminho na vida para atingir suas metas desejadas. Por incrível que pareça, entretanto, mesmo que o comportamento desonesto possa levá-la às suas metas, ela raramente desfruta destas realizações porque está completamente focada em como chegou até lá e preocupada com a possibilidade de ser descoberta.

E por outro lado, o indivíduo que é honesto pode achar que sua vida está cheia de desafios e problemas difíceis que podem ser muito desconfortáveis de enfrentar e vencer, mas são muito mais recompensadores quando forem superados. Afinal, não há dúvidas que enorme felicidade pode ser atingida quando uma pessoa reconhece suas dificuldades e as resolve com sucesso.

Pode ser verdade que um indivíduo deva viver para si mesmo. Através de sua vida, ele terá que considerar o que realmente precisa e deseja, e dedicar tempo para se assegurar de fazer o melhor para si mesmo. Apesar disso, um indivíduo não pode esperar ter uma vida saudável e feliz sem dar e receber suporte e encorajamento de outros. Ninguém sobrevive bem sozinho e ninguém vai conseguir se dar bem em grupo se não puder ser honesto consigo mesmo e os outros.

Enquanto indivíduos honestos tendem a se inserir em grupos e ganhar apoio de muitos colegas e amigos, os desonestos tem a tendência de deixar os grupos em um esforço para esconder sua desonestidade dos outros, ou talvez na esperança que esta separação possa fazê-los brecar seu comportamento desonesto. Isso não pode levar a uma vida feliz e bem-sucedida.

No livro O Caminho para a Felicidade de L. Ron Hubbard, podemos encontrar o princípio: “Procure viver com a verdade”. Por isso que esse livro, quando distribuído em grande quantidade em uma área, causa a diminuição da violência em mais de 50%.

Podemos reconhecer que honestidade pode significar trabalho duro, mas é verdadeiramente a melhor política para ter uma vida muito satisfatória. O fato é que a honestidade pode levar uma pessoa a uma vida feliz, e quem é feliz obtém mais sucesso na vida.


Fonte: Artigos Administradores / Vale a pena ser honesto?

Os comentários estão fechados.