Vendedor de flores

Vendedor de flores

Havia um vendedor que vendia flores no farol em uma movimentada avenida de São Paulo. Todos os dias, quando meu avô passava por lá, esse vendedor estava sempre vestindo uma camisa do Palmeiras. Como meu avô também era Palmeirense, acabou fazendo amizade com ele. Certo dia, ele resolveu dar uma dica ao vendedor, e disse: “Posso te dar uma dica?”, e o vendedor disse: “Claro!” Então, meu avô respondeu: “Olhe, eu sou palmeirense, mas se você trocar de camisa e colocar uma que não seja de time de futebol, você irá vender muito mais”

Gente, vou contar um fato que aconteceu com meu avô cerca de quinze anos atrás.

Havia um vendedor que vendia flores no farol em uma movimentada avenida de São Paulo. Todos os dias, quando meu avô passava por lá, esse vendedor estava sempre vestindo uma camisa do Palmeiras. Como meu avô também era Palmeirense, acabou fazendo amizade com ele. Certo dia, ele resolveu dar uma dica ao vendedor, e disse: “Posso te dar uma dica?”, e o vendedor disse: “Claro!” Então, meu avô respondeu: “Olhe, eu sou palmeirense, mas se você trocar de camisa e colocar uma que não seja de time de futebol, você irá vender muito mais”.

Após uma semana, o vendedor abordou meu avô e agradeceu pela dica, pois estava vendendo o dobro depois que tirou a camisa do Palmeiras.

Um simples detalhe pode fazer total diferença no seu negócio.

Conclusão: Não devemos deixar que nossas opiniões e preferências atrapalhem nossa venda.


Fonte: Artigos Administradores / Vendedor de flores

Os comentários estão fechados.