Você já pensou em ser um líder carismático?

Você já pensou em ser um líder carismático?

Carisma é uma palavra de natureza grega que significa: “dom de inspiração divina”. Por meio dela, os gestores conseguem criar um elo sólido e portentoso com os seus liderados

Carisma é uma qualidade única que faz com que alguns seres humanos se destaquem dos demais. Com isso, essas criaturas passam a ter grande capacidade de influenciar, motivar e regenerar os outros. A origem do carisma é a estima, ou seja, quando admiramos demais uma pessoa pelas características especiais e raras que nela existem estamos confessando nossa reverência a esse indivíduo, fazendo o mesmo gozar de uma reputação diferenciada e poderosa diante da comunidade corporativa.

Certamente, esse atributo é ímpar para qualquer gestor, dado que eleva seu patamar e faz com que ele conquiste a credibilidade do grupo com mais facilidade e destreza. Em contrapartida, se um mentor transmite uma imagem inversa (negativa) tudo fica mais difícil, visto que o time criará uma resistência espontânea contra essa atitude fria e piamente rígida.

Jesus Cristo, pela capacidade de assumir riscos e engajar pessoas, Martin Luther King, pela genial forma de se comunicar e de entusiasmar almas, Steve Jobs, pela extraordinária habilidade criativa e Charles Chaplin pela magia proporcionada pelo humor eram pessoas com essa milenar e excelsa capacidade.

Um gerente tradicional, por exemplo, jamais teria esse dote, porquanto é demasiadamente controlador, se baseia na hierarquia e nos resultados a curto prazo e sempre foca nos problemas (efeito), nunca nas soluções (causa). Em outros termos, ele não inspira credibilidade, não motiva as pessoas e tampouco se preocupa em ser versátil e inovador, visto que existe para repetir e não para criar. Ora, como alguém assim atrairia seguidores? É mais fácil atrair algozes ferrenhos e implacáveis contra a sua ultrapassada e abjeta base.

No cenário atual da economia, onde temos instabilidades constantes e variáveis estranhas é impreterivelmente obrigatório gerir pessoas e não somente pressioná-las. É necessário criar uma interação de reciprocidade e envolvimento com todos, de sorte a ter as pessoas como parceiras em uma teia sistêmica e integrada e não como seres mecânicos que complementam uma reles máquina padronizada e medieval.

Peter Drucker inteligentemente disse: “os elefantes demoram a se adaptar, já as baratas sobrevivem em qualquer ambiente.” Para nós administradores, isso significa apenas uma coisa: precisamos sobreviver a qualquer tipo de mercado por meio de aprendizados contínuos, resiliência ampla, dinamismo intelectual, antecipação a cenários específicos e, principalmente, do trabalho em equipe.

Então, liderar de forma inteligente não é uma mera atmosfera facultativa, mas uma nuvem límpida e cabal de sobrevivência. Dentre as peculiaridades mais marcantes da personalidade carismática, destacam-se:

1 – Imponência: um líder carismático é tremendamente autoconfiante e não se abala com nada, porquanto crê que existe apenas para a glória e para as cenas piamente transformadoras.

2 – Entusiasmo: um mentor carismático possui alto astral elevado, pois acredita que o bom humor e a positividade são pilares fundamentais para o seu sucesso e desenvolvimento.

3 – Coragem: um capitão carismático é ousado e não tem medo de assumir compromissos, dado que sabe que as coisas valiosas possuem um preço expressivo e para alcança-las ele deve arriscar tudo o que têm em uma ação tipicamente incomum e insana.

4 – Marca: um comandante carismático possui uma personalidade forte porque age com sinceridade e espontaneidade regularmente. Ele se orgulha das próprias virtudes e faz questão de evidenciá-las em todos os contextos organizacionais.

5 – Desafio: um coach carismático sabe como estimular seus pupilos por intermédio de provocações e desafios constantes onde os mesmos possuem singulares oportunidades de crescimento e regeneração.

6 –  Amor: um coordenador carismático sabe fazer seu grupo se sentir amado e respeitado. Ele possui um laço harmônico e especial com seus liderados por ostentar condutas empáticas e colossalmente servidoras.

Nunca as pessoas foram tão importantes para as organizações como nos dias de hoje. Por isso, os gestores estão cada vez mais preocupados em formarem equipes comprometidas, competentes e eficientes para atenderem a exigente demanda do mercado globalizado.

Desta forma, o processo de liderar é crucial para que as empresas possam suprir essas necessidades de maneira eficaz e ágil, fazendo seus processos ganharem formas sólidas e poderosamente lapidadoras.

 


Fonte: Artigos Administradores / Você já pensou em ser um líder carismático?

Os comentários estão fechados.