Você sabe como atingir estabilidade e solvência?

Você sabe como atingir estabilidade e solvência?

Muitas pessoas procuram uma fórmula mágica ou algum segredo ainda não revelado que as ajude a atingir sucesso e prosperidade. Às vezes, o segredo é simplesmente o fato de não haver nenhum segredo. Com alguns fundamentos bem compreendidos, você poderá aumentar sua produção e rendimentos

O passo fundamental para ser bem-sucedido em qualquer função ou negócio é entender o que é um produto. O escritor e filósofo americano L. Ron Hubbard define produto como: “Por produto queremos dizer algo completo que tem um valor intercambiável dentro ou fora da organização. Isto pode ser um serviço ou um artigo que foi colocado nas mãos de alguém externo á organização ou a outro membro da organização.” 

Perceba que ele diz “completo” e isso significa terminado, que não falta nada. Note também que o serviço ou artigo precisa ser valioso e deve ser trocado por dinheiro ou algum outro bem dentro ou fora da empresa. Só quando um indivíduo entender bem esta definição, estabelecer qual é seu produto e o fizer com competência e em grande quantidade, poderá produzir mais e, consequentemente, ganhar mais.

A consultora de empresas Renata McDonald, da empresa My Business Consultants (www.mybusinessconsultants.net), enfatiza que quando falamos de produto, devemos ter em mente uma coisa (a mais importante de todas, além de o produto estar completo em primeiro lugar): ele deve ser trocado por algo. Por dinheiro, apoio, favores, informação, outros artigos etc. Você deve ser capaz de entregá-lo a alguém em retorno de alguma outra coisa. De outra forma, não há razão para criá-lo e gastar a energia da empresa em fazê-lo.

Por isso, é sempre bom pensar nas várias coisas que são feitas, na empresa onde você trabalha, que não levam a nenhum intercâmbio. Que serviços ou tarefas são realizados que não levam a nada? Estas ações precisam ser eliminadas.

Agora, para atingir estabilidade e solvência é necessário analisar quais passos são realizados até que o produto seja feito. Pense no seguinte exemplo: uma empresa de web design que liga a potenciais prospectos e oferece reformular o site deles para atrair mais clientes.

O empresário responsável sabe que para atingir o ponto de equilíbrio da empresa, eles devem fechar 10 novos clientes por semana. Há 5 vendedores ao telefone e 3 web designers junto com o resto do pessoal de marketing e administração. Qual é o produto desta empresa? O que pode ser trocado por dinheiro ao final? Se a resposta foi “um novo site bem feito para o cliente” você acertou. Site reformulado para o cliente = dinheiro para a empresa.

Agora, vamos fazer uma retrospectiva do panorama geral. O que é preciso para criar o produto? Um web designer. Como que o designer arruma o cliente? Através do vendedor. Como que o vendedor consegue o cliente? Ligando e fazendo a venda.

Agora vamos dividir esta tarefa específica, a do vendedor. Na maioria das vezes, não há 100% de fechamento nas vendas. Devemos contatar muitos para vender a alguns. Um bom vendedor, o gerente de vendas e o empresário devem saber a exata proporção necessária entre os contatos e as vendas. Neste caso, vamos dizer que o vendedor tenha que falar com 20 contatos ao telefone para fechar 1 cliente. Portanto, se a meta dele é fechar 10 clientes, terá de contatar 200 pessoas. (É claro que ele poderia também melhorar sua proporção de fechamentos.) Mas, para que possa fazer as 20 ligações, ele tem de enviar 50 e-mails e antes disso ele precisa revisar e qualificar 80 prospectos.

Estes passos prévios ao alcance da meta final são chamados de subprodutos. São os produtos menores que devem ser completados e intercambiados dentro da própria função até alcançar os próximos passos e finalmente atingir o fechamento da venda. E depois disso, o grande fechamento é intercambiado novamente dentro da empresa ao web designer que faz o produto final: o site redesenhado do cliente. A empresa intercambia este produto por dinheiro, boas avaliações e a propaganda boca-a-boca positiva do cliente.

Por que é importante pensar em tudo isso para seu próprio negócio ou função? Primeiramente, porque você deve ser capaz de predizer e controlar o resultado de seu trabalho e o esforço necessário para ser bem-sucedido de forma constante. Fique interessado naquilo que faz e perceba tudo que aumenta seu desempenho. Desta forma, você poderá usar as ações que foram satisfatórias novamente e mudar as que não trouxeram resultados. Esta é a forma de atingir estabilidade e solvência em sua empresa ou emprego.


Fonte: Artigos Administradores / Você sabe como atingir estabilidade e solvência?

Os comentários estão fechados.